Além-mar Rachel Verano rodou o mundo, mas foi por Portugal que essa mineira caiu de amores e lá se vão, entre idas e vindas, quase dez anos. Do Algarve a Trás-os-Montes, aqui ela esquadrinha as descobertas pelo país que escolheu para chamar de seu

Direto do túnel do tempo: Marisqueira Uma, em Lisboa

Um arroz de marisco e a experiência de viajar no tempo em mais um segredinho da capital portuguesa

Por Rachel Verano Atualizado em 6 mar 2020, 14h59 - Publicado em 22 Maio 2017, 20h52
O famoso arroz de marisco servido na panela: atrai multidões
O famoso arroz de marisco servido na panela: atrai multidões Bruno Barata/Reprodução

Há endereços que são míticos porque são. Não são necessariamente extraordinários, não têm serviço primoroso, a sobremesa não encanta, maaaas… há coisas que não se discute. E  a Marisqueira Uma, no coração da Baixa lisboeta, a poucos passos do Elevador de Santa Justa, é desses exemplares.

O icônico Elevador de Santa Justa: a poucos passos de distância
O icônico Elevador de Santa Justa: a poucos passos de distância Bruno Barata/Reprodução

Depois de vencer a pequena aglomeração na porta (reservar é fundamental!), a sensação é a de voltar décadas no tempo. Azulejos nas paredes, balcão de mármore à moda antiga, pedido no papelzinho rabiscado, um único garçom que já deve ser patrimônio da casa há (juro!) quase um século.

O clima do lugar: ambiente simples, azulejos nas paredes e atendimento à moda antiga
O clima do lugar: ambiente simples, azulejos nas paredes e atendimento à moda antiga Bruno Barata/Reprodução

A razão que leva todas aquelas dezenas de comensais a jantar por lá é uma só: o arroz de marisco servido direto da panela. Demorou, mas depois de algumas unidades de queijo Tété, um pão meio seco, manteiga e uma garrafa de vinho, ele aterrissou na nossa mesa, fumegante. Mais uma garrafa de vinho!

Detalhe da comanda: viagem no tempo
Detalhe da comanda: viagem no tempo Bruno Barata/Reprodução

Havia camarões. Lagostins. Mexilhões. Caranguejo. Um caldo cremoso, um arroz quase passando do ponto. Parecia tudo perfeito. Mas lugares míticos estão acima de qualquer julgamento. O arroz de marisco  (€ 25, para duas pessoas) era bom. Mas melhor ainda era estar ali. (Marisqueira Uma: Rua dos Sapateiros, 177)

Continua após a publicidade

Publicidade