Além-mar Rachel Verano rodou o mundo, mas foi por Portugal que essa mineira caiu de amores e lá se vão, entre idas e vindas, quase dez anos. Do Algarve a Trás-os-Montes, aqui ela esquadrinha as descobertas pelo país que escolheu para chamar de seu

O artista Vhils cria mural em homenagem à Marielle Franco em Lisboa

O renomado artista português realizou um painel em homenagem à vereadora e ativista em miradouro reaberto depois de muitos anos

Por Rachel Verano Atualizado em 11 out 2018, 19h26 - Publicado em 11 out 2018, 16h54
#mariellepresente: A mais recente obra de Vhils em Lisboa nos fala diretamente à alma
#mariellepresente: A mais recente obra de Vhils em Lisboa nos fala diretamente à alma Portfólio Vhils | Bruno Lopes/Reprodução

Enquanto o nome de Marielle estampa os jornais brasileiros em manchetes recentes de vandalismo, em Lisboa as razões são outras – e lindas. O português Vhils, um dos maiores nomes da street art do mundo, acaba de esculpir um painel de homenagem a ela no Miradouro Panorâmico do Monsanto. O projeto fez parte da campanha BRAVE, da Anistia Internacional, que tem como objetivo homenagear mulheres defensoras dos direitos humanos. O lugar, que durante muito tempo ficou fechado, é agora uma atração e tanto para colocar num tour pela capital.

View this post on Instagram

Marielle Franco's story has always meant a lot to me. When I became acquainted with everything that Marielle did and stood for, I found her story really inspiring. Elected as a Councillor for the City of Rio de Janeiro, she stood out for denouncing human rights violations, especially against black youth, women and LGBTI people. For this reason, joining forces with Amnesty International, Amnistia Internacional Portugal Anistia Internacional Brasil and their BRAVE campaign to celebrate the courage of women like Marielle who stand up for human rights was something very special. This mural created at Festival Iminente pays tribute to one of the great human rights activists of our time, who was shot dead in Rio de Janeiro last March, helping draw attention to her story, her legacy and the ongoing investigation into her death. Her message continues to inspire people around the world, reminding us that we should never give up on fighting for justice. Join the movement here 👉 @Vhils (link na bio) / /// /// A história da Marielle Franco sempre me disse muito. Quando tomei conhecimento de tudo o que a Marielle fez e defendeu, a sua história tornou-se uma fonte de inspiração. Eleita vereadora do Rio de Janeiro, destacou-se por denunciar violações de direitos humanos, especialmente contra jovens negros, mulheres e pessoas LGBTI. Por este motivo, juntar-me à Amnistia Internacional e à sua campanha BRAVE para celebrar a coragem das mulheres defensoras de direitos humanos foi algo de muito especial. Este mural criado no Festival Iminente presta homenagem a uma das maiores activistas dos direitos humanos dos nossos tempos, que foi assassinada no Rio de Janeiro em Março passado, ajudando a chamar a atenção para a sua história, o seu legado e a investigação em curso. A sua mensagem continua a inspirar pessoas em todo mundo, lembrando-nos que nunca devemos desistir de lutar pela justiça. Juntem-se ao movimento aqui 👉 @Vhils (link na bio) Obrigado @monicaterezabenicio ✊🏽 #mariellefranco #marielle #mariellepresente #elenao #elenão #amnistiainternacional #amnestyinternational #aministiaportugal #anistiabrasil 📸 by @nashdoeswork and @nunoalvesblog

A post shared by Vhils (@vhils) on

Autor de um belo painel que enfeita o terraço do MAR, no Rio de Janeiro, Vhils tem obras espalhadas pelos quatro cantos do mundo. Sua marca registrada são rostos de pessoas esculpidos nas fachadas de construções urbanas. Lisboa tem uma coleção deles – e estes são alguns dos mais emblemáticos, que formam um circuito cheio de graça para quem visita a capital portuguesa:

A fadista Amália Rodrigues em pedras portuguesas
A fadista Amália Rodrigues em pedras portuguesas Portfólio Vhils | Bruno Lopes/Reprodução

Tributo à fadista Amália Rodrigues

Fica em Alfama, na Rua dos Cegos, um de seus trabalhos que foge à regra das fachadas. O rosto de Amália foi esculpido em pedras da calçada portuguesa numa das regiões mais tradicionais de Lisboa. Fica na altura do número 42.

O belo visual da ponte enfeitado pelo artista
O belo visual da ponte enfeitado pelo artista Portfólio Vhils | Alexander Silva/Reprodução

Dissecção

Impossível não se impressionar com a gradiosidade deste painel em plena Avenida da Índia, em Alcântara, com a Ponte 25 de Abril fazendo papel de figurante como pano de fundo.

Dueto luso-italiano no Jardim do Tabaco
Dueto luso-italiano no Jardim do Tabaco Portfólio Vhils | Target/Reprodução

Doca do Jardim do Tabaco

À beira-Tejo, este painel que ocupa toda a lateral de uma fachada foi um collab entre Vhils e o italiano PixelPancho para o projeto Underdogs.

Reserve aqui a sua hospedagem em Lisboa

Todas as fotos deste post foram reproduzidas a partir do portfólio do artista.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade