Piacere, Itália! Depois de passar um mês rodando a Toscana, Bárbara Ligero caiu de amores pela terra da bota e se matriculou em um curso de italiano. Atualmente, está aprendendo a gesticular com perfeição

Florença: 6 atrações para iniciados

Para ir além: se você vai visitar a cidade pela segunda vez ou pretende passar muitos dias nela, esses lugares históricos merecem entrar na sua programação

Por Barbara Ligero Atualizado em 5 fev 2020, 16h25 - Publicado em 21 nov 2018, 15h43

O Duomo, o Palazzo Vecchio, a Ponte Vecchio, a Galleria degli Uffizi, a Galleria dell’Academia, a Piazzale Michelangelo… Depois de riscar esses e outros cartões-postais da lista básica de lugares para conhecer em Florença, é hora de se aprofundar na cidade e visitar aqueles lugares que sempre acabam ficando “para uma próxima” – e que podem te surpreender!

1. Museo Stibbert

Só a história desse lugar já é interessante: colecionador assíduo, Frederick Stibbert transformou a própria casa em um museu com os objetos que ele adquiria mundo afora. Sua predileção era por armas e armaduras, então há muitas peças desse tipo de diferentes povos europeus, árabes e asiáticos. Ainda assim, a variedade do acervo do Museu Stibbert é impressionante: você encontrará desde um traje de casamento chinês tradicional até a capa que Napoleão usou quando foi coroado Rei da Itália.

  • 2. “Mundo” Medici

    Uma das salas do Palazzo Medici Riccardi _Cluke_/Flickr

    É difícil deixar Florença sem ouvir falar dos Medici, família que governou a cidade e patrocinou grandes artistas durante o Renascimento. Boa parte da vida do clã transcorria na região da Piazza di San Lorenzo, que permite fazer um verdadeiro mergulho na vida desses nobres. Ali fica o Palazzo Medici Riccardi, a primeira residência da dinastia, com alguns aposentos abertos para visitação.

    Eles frequentavam as missas da Basilica di San Lorenzo, logo ao lado, e alguns membros da família estão inclusive enterrados nas criptas da igreja, junto com Donatello. Mas os mais importantes dos Medici descansam nas ostentosas Cappelle Medicee: uma feita por Michelangelo e a outra decorada em mármore e pedras semipreciosas.

    Continua após a publicidade
  • 3. Basilica di San Miniato al Monte

    A igreja fica em um dos pontos mais altos da cidade Jonas Ginter/Flickr

    A Basilica di San Miniato al Monte acaba ficando fora de muitos roteiros pela distância das demais atrações: a igreja foi construída no ponto mais alto da cidade! Mas isso também significa que ela possui uma das melhores vistas para Florença, o que já é um bom incentivo para encarar os sete minutos de subida desde a Piazzale Michelangelo (que já fica bem no alto). Chegando lá, você encontrará um dos poucos exemplos de arquitetura românica do pedaço.

  • 4. Chiesa di Orsanmichele

    Charles/Flickr

    Além de ser uma das igrejas mais antigas de Florença, Orsanmichele é bastante curiosa. O espaço foi construído para ser um mercado de grãos e só depois foi transformado em igreja, mas mantendo uma forma inusitada para uma estrutura religiosa: ela é retangular, com o altar não centralizado. Como a entrada é gratuita, vale a pena passar por lá para dar uma espiadinha nesse lugar único.

  • 5. Mercato Centrale

    Quiosques e restaurantes do Mercato Centrale Mercato Centrale/Divulgação

    Desde que foi repaginado em 2014, o Mercato Centrale é sucesso entre os fiorentinos e os turistas mais antenados. O térreo funciona como mercado tradicional e o primeiro andar tem restaurantes e quiosques – cada um
    com sua especialidade, em um esquema parecido com o do Eataly. Dá para experimentar pratos clássicos locais como a bisteca alla fiorentina (um pedação de carne bovina malpassado) e o lampredotto (sanduíche de estômago bovino).

  • 6. Forte di Belvedere

    A vista de Florença do Forte di Belvedere Roberto Cappello/Flickr

    Uma das fortalezas que protegiam Florença era o Forte di Belvedere. Hoje, passear por ali significa tirar várias fotos do panorama da cidade, ver algumas obras de arte moderna e, quem sabe, tomar um drink no bar, que fica aberto de junho a outubro.

    Busque hospedagens em Florença

    Siga-me no Instagram: @barbara.ligero

    Continua após a publicidade
    Publicidade