Piacere, Itália! Por Blog Depois de passar um mês rodando a Toscana, Bárbara Ligero caiu de amores pela terra da bota e se matriculou em um curso de italiano. Atualmente, está aprendendo a gesticular com perfeição

Como funciona o “aperitivo”, o happy hour italiano

Em boa parte dos bares italianos, pagando por um drink você se serve à vontade no buffet de petiscos - que muitas vezes é quase um jantar completo

Por Barbara Ligero Atualizado em 9 Aug 2018, 17h32 - Publicado em 9 Aug 2018, 16h35

É possível entender muito do modo de vida italiano através do aperitivoPor todo o país, é comum que ao anoitecer os bares cobrem um valor fixo pelos drinks, que dão direito a se servir à vontade em um buffet de petiscos. Essa espécie de promoção, cujo valor gira em torno dos € 6 aos € 12, costuma começar às 19h e se estender até às 21h.

  • É nesse momento, entre o fim do expediente e o jantar, que os italianos se espalham pelas mesinhas para relaxar, se encontrar com os amigos e namorar. O costume fica ainda mais gostoso durante o verão, quando o calor atrai todos para a rua e o sol só vai embora lá pelas 21h.

    Marco Mosti/Flickr

    Quando se fala em aperitivo aqui no Brasil, o que vem à mente são queijos, azeitonas, torradinhas… Mas na Itália, terra dos glutões, o termo ganha outras proporções. Alguns bares oferecem um buffet tão farto que o negócio passa a ser chamado de apericena, junção de aperitivo com cena, que significa “jantar” em italiano.

  • Pagando apenas pela sua bebida, dá para fazer uma refeição para lá de econômica com massa, pizza, salada, legumes, bruschetta, pão, queijo, prosciutto crudo e afins. Não à toa, o esquema faz sucesso entre os estudantes universitários antes da balada e – por que não? – entre os turistas que gostam de uma economia.

    Londonita/Reprodução

    Cerveja e vinho são possíveis pedidas, mas também vale aproveitar a oportunidade para experimentar os coquetéis mais tradicionais do país. Típico de Florença, por exemplo, o negroni leva gin, vermute rosso e Campari e é enfeitado com uma casca de laranja. Outras boas opções são o rossini, que mistura prosecco e suco de morango, e o bellini, de prosecco com suco de pêssego. Mas o clássico dos clássicos é o spritz, com aperol, prosecco, uma rodela de laranja e bastante gelo.

  • Seja qual for a escolha, quando estiver com seu copo na mão, pare para observar os italianos. Durante o aperitivo, fica claro o apreço que eles têm por comida de boa qualidade, pela fartura e, principalmente, pela qualidade de vida. Afinal, lá estão eles deixando o tempo passar devagar entre taças e quitutes.

    Siga-me no Instagram: @barbara.ligero

    Continua após a publicidade
    Publicidade