7 dicas ótimas para ir às compras nos Estados Unidos, segundo a blogueira do Aprendiz de Viajante

Minha amiga Claudia Saleh, blogueira do Aprendiz de Viajante, mora em Washington há anos, e agora está no Brasil para divulgar seu novo livro, Compras nos Estados Unidos. Hoje, a noite de autógrafos será no Rio de Janeiro (Blooks Livraria: Praia de Botafogo, 316) e, na segunda, em São Paulo.

 

No guia, de 272 páginas, ela lista as principais lojas por categoria e por cidades, ensina como planejar a viagem e dá dicas para se dar bem nas compras. Publico aqui sete delas – as que mais gostei:

 

1) Fuja dos chamados “outlets de eletrônicos”, muito comuns em Nova York, Miami, Orlando e Las Vegas. Os preços geralmente são incríveis, mas muitas vezes a gente descobre só depois que comprou gato por lebre. Nesse caso, prefira sempre as lojas de redes já conhecidas, como a Best Buy.

 

2) Vários hotéis nos Estados Unidos recebem encomendas dos hóspedes, mas em algumas cidades, como Nova York e Orlando, muitos cobram uma taxa por encomenda guardada. Então, antes de fazer a reserva, é bom checar se o hotel recebe as compras e se cobra por isso.

 

3) Essa é “velha”, mas continua sendo uma das melhores: faça o cadastro no site dos outlets para adquirir os cupons de desconto. Com eles, dá para conseguir mais desconto ainda em produtos que já estão 50% mais baratos que nas lojas dos shoppings, por exemplo.

 

4) Lojas grandes, como Macy’s, Target e Walmart, costumam incluir cupons de desconto em seus anúncios nos jornais locais, sobretudo aos domingos. Em Nova York, veja a seção de cupons do New York Times; em Miami, os anúncios são no Miami Herald; e em Orlando, no Orlando Sentinel.

 

5) A Shop America Alliance é uma organização que representa centenas de destinos de compras nos Estados Unidos. Em sua página (veja aqui) é possível se cadastrar no Shop America Tours Club e receber descontos e promoções dos shoppings.

 

6) Muitas liquidações acontecem um dia depois de algumas datas especiais. É o caso do Valentine’s Day, o Dia dos Namorados americano (a queima de estoque, nesse caso, é no dia 15 de fevereiro), Páscoa (a liquidação é na segunda-feira seguinte), Dia das Mães (a liquidação é na segunda-feira, depois do segundo domingo de maio), volta às aulas (em agosto, quando recomeçam as aulas, e inclui roupas e artigos de papelaria) e Natal (a queima de estoque é dia 26 de dezembro).

 

7) A Apple raramente entra nas promoções da Black Friday, “a” grande liquidação dos Estados Unidos (em novembro, após o Thanksgiving) – o máximo que se consegue é 10% de desconto. Mas algumas lojas, como Best Buy e Walmart, costumam oferecer bônus, como gift cards (cartões-presente), na compra de algum produto Apple nessa data.

 

O livro da Claudia na versão iPad/ Crédito: Divulgação

O livro da Claudia na versão do iPad/ Crédito: Divulgação

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s