NY está cheia de atrações que me fazem sentir orgulho do Brasil

Show de Elza Soares e Liniker no Central Park, grandes exposições com obras de Hélio Oiticica e Tarsila do Amaral... O Brasil está em alta em NY!

Esse título é sincero, eu sinto o maior orgulho e alegria quando vejo o Brasil brilhando aqui fora, seja através da arte, da gastronomia ou em tantas outras áreas, em que criamos novas possibilidades e representamos nosso país.

E nesta semana estou especialmente feliz, porque ouvirei a rainha Elza Soares, Liniker e os Caramelows, no Central Park, gratuitamente, sábado (5 de agosto) a partir das seis da tarde.

No domingo, Liniker e os Caramelows se apresentam também, dessa vez com O Terno e Lan Lanh, no Nublu, com ingressos por US$ 15, como parte da programação do Brasil Summerfest. O festival, que vai de 5 a 13 de agosto, conta ainda com outros shows, feira e exibições de filmes brasileiros.

Para organizar o delírio: exposição sobre Hélio Oiticica

Além disso, estou ensaiando para ver a elogiada exposição sobre Hélio Oiticica, no Whitney Museum, que conta com mais de 150 obras do artista brasileiro e vai até 1 de outubro. Chamada de “To Organize Delirium“, ela abriga desenhos, fotos e até instalações, e o público é convidado a interagir com algumas peças, entre elas, os famosos parangolés.

Oiticica, que viveu em Nova York durante quase 10 anos, também está presente na Galeria Lelong, no Chelsea, na mostra sobre o Grupo Frente. Porém, essa exposição termina essa semana, 4 de agosto, um bom dia para visitar também o Whitney, já que, toda sexta a partir das sete da noite, você paga o quanto quiser para entrar no museu. Mas chegue pelo menos meia hora antes, visto que a fila costuma ser bem grande, ou, se preferir, pague os US$ 25 do ingresso e veja com mais calma as obras.

Para pessoas com deficiência visual, o Whitney oferecerá um tour especial gratuito pela exposição, dia 18 de agosto, com o acompanhamento de guias-narradores e a possibilidade de tocar algumas peças que representam as obras de Oiticica. Para saber mais sobre isso e fazer a sua reserva, é só clicar aqui.

Movimento antropofágico: Tarsila do Amaral no MoMA

Tarsila do Amaral. Anthropophagy (Antropofagia), 1929. Acervo da Fundação Jose e Paulina Nemirovsky, em comodato com a Pinacoteca do Estado de São Paulo

Tarsila do Amaral. Anthropophagy (Antropofagia), 1929. Acervo da Fundação Jose e Paulina Nemirovsky, em comodato com a Pinacoteca do Estado de São Paulo (© Tarsila do Amaral Licenciamentos/Divulgação)

Tarsila do Amaral. Abaporu, 1928. Coleção MALBA, Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires

Tarsila do Amaral. Abaporu, 1928. Coleção MALBA, Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires (© Tarsila do Amaral Licenciamentos/Divulgação)

Em janeiro é a vez de Tarsila do Amaral ocupar um dos espaços culturais mais concorridos de Nova York, o Museu de Arte Moderna, o MoMA. Os quadros da pintora brasileira, inclusive Abaporu e Antropofagia, ficarão expostos de 11 de fevereiro até 3 de junho.

A exposição contará a história da pintora, desenhista e tradutora, desde a infância no interior de SP, passando pelo período em que ela estudou em Paris até a Semana de Arte Moderna em São Paulo. Em seu comunicado, o MoMA destacou que Tarsila do Amaral é uma figura fundamental do movimento modernista na América do Sul.

E você sabia que na Biblioteca Pública de Nova York, aquela linda da quinta avenida, há mais de 80 mil títulos em português? Sim, muitos dos nossos escritores e escritoras podem ser lidos lá, gratuitamente, o que sempre me deixa bem envaidecida, afinal, nós não somos só o país do futebol, não é?

Porque nem só de arte viverá o homem…

Ah! E agora tem pão de queijo congelado na Target, Forno de Minas mesmo, e também no Whole Food’s, de uma marca que os chama de “brazi bites”, mas está valendo. E dá até para comprar outros salgadinhos fritos, como coxinha e bolinha de queijo, em um aplicativo chamado Petisco Brazuca. Assim fica fácil tratar a homesickness. 😉

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s