Cada vez mais brasileiros viajam sozinhos, indica pesquisa

Viajar sozinho faz parte da vida de um mochileiro. E, pelo jeito, começa a fazer parte da vida do brasileiro, também. Ou melhor, da brasileira (como eu). Uma pesquisa realizada com 1.500 usuários do site TripAdvisor concluiu que 8 em cada 10 pessoas já viajaram sem companhia.

Apesar de os homens viajarem mais sozinhos do que as mulheres (90% deles já embarcaram sós, enquanto entre as mulheres, o número é 76%), são elas que viajam sozinhas porque querem. De acordo com a pesquisa, 57% dos homens que viajaram sozinhos fizeram isso por necessidade. Já entre as mulheres, 55% botaram o pé na estrada sozinhas porque estavam a fim.

Entre as moças que nunca viajaram sozinhas, 77% sentem vontade de sair por aí sem companhia. Enquanto isso, entre os homens que nunca viajaram sós, apenas 33% sentem esse desejo de desbravar o mundo by himselves.

Agora eu vi vantagem!

Viajar sozinho tem suas vantagens e desvantagens, sei bem. A grande vantagem é ter liberdade para escolher os programas que quiser fazer, sem precisar negociar ou bater boca. É só ir e pronto. E a pior desvantagem é a solidão. Pelo menos para os homens. Afinal, não tem coisa pior do que visitar uma galeria de arte ou ir ao cinema e não ter com quem comentar sobre as obras ou sobre o filme depois.

A principal desvantagem apontada pelas mulheres que responderam à pesquisa é não ter ninguém para dividir as contas. Sim, uma viagem solitária pode ficar bastante cara: os custos de transporte, hospedagem e alimentação dobram. A não ser que você viaje só usando transporte público, fique hospedada em hostel e, ao ver um cardápio repleto de pratos que servem duas pessoas, pergunte ao garçom se o chef pode reduzir a porção pela metade e fazer um descontinho. 😉

E daí que a porção é pra dois? Pode descer!

E daí que a porção é pra dois? Manda mais e bota mais queijo na próxima, por favor!

Tanto rapazes quanto moiçolas concordam em um ponto: viajar sozinho é coisa para se fazer por 4 a 7 dias. Não mais que isso. Sabem de nada! A saudade dos queridos fica quase insuportável em uma viagem longa. Mas o sentimento gostoso de desbravar o mundo, experimentar novos sabores, conhecer culturas diferentes e curtir paisagens inesquecíveis compensa toda a solidão!

E aí você viaja sozinha e conhece um Javier Bardem da vida...

E aí você viaja sozinha e conhece um Javier Bardem da vida…

... Ou quase morre de tédio antes de encontrar um Jude Law da vida!

… Ou quase morre de tédio antes de encontrar um Jude Law da vida!

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.