Ói, olha o trem

Os trens paulistas estão longe da perfeição desde 1859, quando o Barão de Mauá convenceu o governo a criar uma estrada de ferro entre a capital e Santos.

Não tem um dia sequer que metrô e trem não param ou reduzem a velocidade.

Mas isso não significa que não se possa achar beleza ao longo de nossa malha, como mostra o clique de Fernando Pires, editor de arte da revista QUATRO RODAS, registrado em uma madrugada na Estação Água Branca.

Essa foto compõe a série 23h59 e está exposta na Galerize, que fica na Rua Girassol, 326, Vila Madalena.

E tem outros trabalhos bacanas do cara na Galeria Porão, na Rua Aspicuelta, 145, no mesmo bairro.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s