de Mochila São 65 litros de histórias, encontros, emoções e aventuras. Com seu pequeno universo agarrado às costas em forma de mochila, Diego Macedo nunca volta o mesmo que partiu!

O dia em que toquei as estrelas

Para realizar grandes proezas é necessário sonhar, você está esperando o que para começar?

Por Diego Macedo Atualizado em 3 jan 2019, 22h51 - Publicado em 16 dez 2018, 15h37
Estrelas e barraca
Diego Macedo/Arquivo pessoal

Como quase todo garoto que gostava de futebol, sonhei em ser jogador, mas sempre ficar entre os últimos escolhidos no par ou ímpar logo me mostrou que não seria esse o meu caminho. Resolvi então que seria astronauta, outro clássico infantil, mas logo me desanimaram, parece que não era tão fácil assim chegar até o espaço.

Um dia ainda criança, deitado na cama, vi todas as estrelas e planetas brilhando. Adormeci olhando para todos aqueles adesivos fosforescentes colados no teto e tive um sonho: eles estavam errados, eu tocava as estrelas.

Anos depois, estava eu tomando banhos gelados, comendo muita poeira em dias de calor infernal e enfrentando noites de temperaturas negativas dentro de uma barraca, tudo isso carregando minha inseparável mochila e colecionando improvisos.

Me perguntam se existem mesmo pessoas que gastam tempo e dinheiro com isso. Existem, sim, e nós chamamos isso de férias.

E precisa passar tanto perrengue assim?, pode alguém perguntar.

Olha, nem sempre, mas a gente gosta, é uma loucura meio difícil de explicar.

Mas é fato, certos lugares são alcançados apenas com uma mochila e certa dose de aventura. Até existem opções que podem proporcionar pequenos confortos, mas certamente o luxo passará longe das suas possibilidades.

Continua após a publicidade

E por que embarcar numa dessas?

Bem, esses lugares remotos são especiais, dotados de uma energia indescritível, são capazes de fazer você superar limites, expandir sua visão de mundo e lhe ensinam a enxergar e valorizar as pequenas coisas.

E me desculpem, me equivoquei, existe sim um grande luxo disponível nesses lugares: você se reconecta com a natureza, se reconecta com você.

Por que eu embarquei nessa?

Porque eu tive um sonho e em uma noite mágica percebi que eles estavam errados: eu toquei as estrelas. Sim meus amigos, eu toquei as estrelas e não estava dormindo.

Diego Macedo/Arquivo pessoal

E você, já sonhou hoje?

Mais histórias e fotos no Instagram: @dms.macedo

Continua após a publicidade
Publicidade