Achados Por Blog Adriana Setti escolheu uma ilha no Mediterrâneo como porto seguro, simplificou sua vida para ficar mais “portátil” e está sempre pronta para passar vários meses viajando. Aqui, ela relata suas descobertas e roubadas

Uma das casas modernistas mais bonitas de Barcelona agora é coworking

Que tal trabalhar dentro de um palacete modernista com jeitão de castelo medieval?

Por Adriana Setti Atualizado em 13 jul 2021, 21h09 - Publicado em 13 jul 2021, 13h20

Para tentar convencer o povo a trabalhar fora de casa de novo, empresas de coworking estão se desdobrando para criar espaços cada vez estimulantes e confortáveis. Em Barcelona, um dos edifícios modernistas mais espetaculares acaba de embarcar nessa tendência. Localizada na glamorosa Avinguda Diagonal, a Casa Terrades, conhecida como Casa de les Punxes, é uma das obras famosas do célebre arquiteto Josep Puig i Cadafalch (o mesmo da Casa Amattler, vizinha da Casa Batlló de Gaudí no Passeig de Gràcia), com suas cúpulas coloridas e seis torres pontiagudas (as “punxes”) apontando ao céu sempre azul da capital catalã. Erguida em 1905, agora ela abriga uma unidade do Cloudworks.

Casa de les Punxes
O terraço do coworking Cloudworks/Reprodução
Casa de les Punxes
Por dentro de uma das “punxes” Cloudworks/Reprodução
Casa de les Punxes
Sala de reuniões com vitrais modernistas Cloudworks/Reprodução

Construída a pedido de Bartomeu Terradas Brutau, um empresário do setor têxtil, para ser a residência de suas três irmãs, o edifício lembra um castelo medieval, ocupando um quarteirão inteiro onde antes havia três casas (por isso, até hoje a estrutura é dividida em três alas interconectadas pelo terraço). A decoração original, inspirada no estilo gótico, tem cerâmicas com motivos patrióticos catalães, símbolos religiosos e vitrais multicoloridos. Servindo como residência privada e escritório por mais de um século, a Casa de les Punxes só foi aberta para visitas em 2016, depois de passar por uma grande reforma.

O novo Cloudworks ocupa uma área 1.500 m². No térreo, há um espaço comum de trabalho, com restaurante-cafetaria e mesas. Já o primeiro andar é dedicado a escritórios e salas de reuniões, muitas delas com lindos vitrais decorados em estilo modernista. A parte mais impressionante, no entanto, é o terraço, com as seis “punxes” convertidas em espaços para trabalhar, que também podem ser alugados para eventos. Trampar por lá custa a partir de € 170 por mês para meia jornada e €220 pela jornada completa.

  • Leia tudo sobre Barcelona

    Busque sua hospedagem em Barcelona

    Continua após a publicidade
    Publicidade