Restaurante falso que virou #1 no Trip Advisor: o que aprendemos

Pegadinha do jornalista Oobah Butler chama a atenção sobre a vulnerabilidade do TripAdvisor. Mas outro fato chocante foi revelado pelo "experimento".

E o resultado da produção… em uma das fotos que davam credibilidade ao perfil do restaurante

E o resultado da produção… em uma das fotos que davam credibilidade ao perfil do restaurante (Vice/Reprodução)

A notícia sobre o restaurante falso que se tornou o número 1 do ranking do TripAdvisor em Londres bombou recentemente. A façanha foi obra do jornalista britânico Oobah Butler, que lançou mão de uma estratégia relativamente simples para alavancar o The Shed at Dulwich. Utilizou resenhas escritas por seus amigos e, para dar credibilidade à existência do lugar, comprou um telefone, fez um website e produziu algumas fotos (destaque para a imagem em que usa o seu pé como base para um ovo frito). O relato completo de seu “experimento” foi publicado na revista Vice. Clique aqui para ler na íntegra em português e não deixe de ver o vídeo.

Diante disso, muito se falou sobre a vulnerabilidade do TripAdvisor e de sua suposta inaptidão para detectar resenhas falsas. O próprio Butler, aliás, iniciou a sua carreira escrevendo críticas fantasiosas para o site, pagas por proprietários de restaurantes verdadeiros. Mas nada disso é exatamente novo, certo? As fraudes (e tentativas de) existem desde que a plataforma se tornou relevante. Por essas e muitas outras, sempre a considerei algo que deve ser usado com moderação e, acima de tudo, muito espírito crítico. Até escrevi sobre isso tempos atrás. Veja só:

Veja também

O que mais me chocou nessa história acabou passando batido para a grande maioria dos jornalistas e blogueiros que repercutiram a notícia. Ao chegar a ser o melhor restaurante de Londres segundo o ranking do TripAdvisor, Butler faz um segundo experimento. De uma forma comicamente improvisada e bizarra, monta o The Shed at Dulwich no fundo do seu quintal e finalmente concede mesas a algumas das pessoas que vinham implorando por uma reserva.

Para a grande noite, instala algumas mesas no jardim (uma delas no teto de sua cabana), enfia umas galinhas (!!) em uma espécie de casinha de cachorro para dar um toque rústico ao ambiente, escala um DJ para “tocar” barulhos de restaurante para disfarçar o plim do microondas e… serve sopa de saquinho e lasanha xexelenta de supermercado. O vídeo termina com o jornalista tendo um ataque de riso: os clientes mal foram embora e já querem fazer outra reserva.

Ok, ponderemos. Talvez as pessoas que estiveram lá não sejam exatamente sibaritas. Talvez elas tenham gostado do lugar por outros motivos além da comida. Mas, ainda assim, o fato de alguém ter achado que uma lasanha de microondas seja compatível com “o melhor restaurante de Londres” – por mais polêmico que seja o ranking do TripAdvisor – é uma clara demonstração de como as redes sociais podem ser devastadoras em alguém sem espírito crítico. É o efeito manada em estado puro. E a mesma passividade bovina com que se dá um like em qualquer porcaria aplicada na vida off-line. O tema é extremamente profundo e envolve fatos muito mais relevantes do que o hype nonsense de um restaurante falso – a começar pelas perigosíssimas fake news e a facilidade com que se espalham na rede. Mas este blog trata de viagem, certo?

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s