Primeira vez na Croácia: roteiros de 7, 10 e 15 dias

Para quem pretende viajar pela Croácia no verão, o melhor a fazer é pinçar alguns lugares e desacelerar

Antes de mais nada, muuuuita calma. Para quem pretende viajar pela Croácia no verão, para curtir a dolce vita da Riviera Croata, o melhor a fazer é pinçar alguns lugares e desacelerar. Costumo dizer que turismo de ilha é sinônimo de slow travel. Por mais que, no caso da Croácia, uma esteja perto da outra, a operação ferry sempre faz com que você perca várias horas das suas preciosas férias, principalmente se está viajando de carro. Os bilhetes de ferry, mesmo comprados com antecedência, não garantem um lugar nos mesmos. Ou seja, é sempre importante chegar cedo na fila para conseguir uma vaga. Quanto menos vezes você tiver que fazer isso, mais tempo sobrará pra mergulhar na água esmeralda do Adriático.

Parque Nacional dos Lagos de Plitvice: dá pra fazer uma paradinha de algumas horas no caminho de Zagreb a Zadar. Prepare-se para a muvuca absurda durante o verão.Parque Nacional dos Lagos de Plitvice: dá pra fazer uma paradinha de algumas horas no caminho de Zagreb a Zadar. Prepare-se para a muvuca absurda durante o verão.

Croácia em 15 dias

Viajei durante 9 dias para escrever uma matéria, exaurindo todos os músculos do meu corpo para que isso fosse possível. No modo férias, meu roteiro seria adequado para 15 dias ou até mais. O número de noites em cada lugar do roteiro indicado abaixo é o que eu teria feito se tivesse mais tempo:

Zagreb (2 noites) – Parque Nacional de Plitvice (de passagem) – Zadar (1 noite) – Split (3 noites, com bate e volta para Trogir e arredores) – Ilha de Vis (3 noites) – Ilha de Hvar (3 noites) – Ilha de Brač (2 noites) – Dubrovnik (1 noite)

Um resumo do meu roteiro, feito em 9 dias, mas ideal para 15Um resumo do meu roteiro, feito em 9 dias, mas ideal para 15

>> Possíveis variações

Zagreb é uma cidade bacana, surpreendentemente bela e com uma vida noturna agitada. Mas, no verão, faz um calor desgraçado. Numa primeira vez na Croácia, acho bastante compreensível que você queira ir direto ao mar. Nesse caso, voe direto para Split, que tem um aeroporto internacional, e aproveite as duas noites que sobraram para conhecer mais uma ilha – Korčula pode ser uma boa opção. Outra possibilidade é reservar um dia inteiro para ir de Brač a Dubrovnik (cruze de ferry do porto de Sumartin para Markarska para encurtar caminho) pelo litoral, fazendo algumas paradas – não perca a baía de Mali Ston, famosa por suas ostras. Nesse caso, você perde o Parque Nacional de Plitvice, que é lindo de morrer. Mas, pensando por outro lado, o lugar fica muuuuuuito cheio no verão.

Vis, que ainda mantém o seu jeitinho low profile e tranquilo, foi o meu destino preferido na CroáciaVis, que ainda mantém o seu jeitinho low profile e tranquilo, foi o meu destino preferido na Croácia

Uma das praias de Vis. Na Croácia é assim: pedrinhas e um bar absurdamente cristalino. Uma das praias de Vis. Na Croácia é assim: pedrinhas e um mar absurdamente cristalino.

A Gruta Azul na ilha de Bizeko, ao lado de Vis (pra fazer um passeio de algumas horas): não parece desse mundoA Gruta Azul, perto de Vis (para fazer um passeio de algumas horas): não parece desse mundo

Split, a minha favorita nos quesitos história e culturaSplit, a minha favorita nos quesitos história e cultura

Assistir à encenação cafona que acontece a cada meio-dia no Palácio de Diocleciano em Spli tem lá as suas vantagensAssistir à encenação cafona que acontece a cada meio-dia no Palácio de Diocleciano em Spli tem lá as suas vantagens

Trogir, nos arredores de Split, é um bate-volta imprescindívelTrogir, nos arredores de Split, é um bate-volta imprescindível

Croácia em 10 dias

Estando muito disposto a correr para conseguir abraçar todos os destinos do roteiro anterior, você pode cortar uma noite em Hvar, uma em Vis e uma em Dubrovnik. E fazer um bate e volta de Split para conhecer a praia mais bonita de Brač, Zlatni Rat. A minha viagem foi mais ou menos essa. Mas, como já disse, fica absurdamente corrido. Para ajustar o roteiro a dez dias, sem correria, o melhor é estabelecer prioridades e limar o trio Zagreb + Plitvice + Zadar e das ilhas.

O lindíssimo vilarejo de Hvar, na ilha homônimaO lindíssimo vilarejo de Hvar, na ilha homônima

O jeitão de Palmizana, uma das ilhotas na frente de Hvar, para passar o diaO jeitão de Palmizana, uma das ilhotas na frente de Hvar, para passar o dia

O ultra famoso Hula Hula, uma das baladas de Hvar, ainda vazio antes da temporada (isso era em maio)O ultra famoso Hula Hula, uma das baladas de Hvar, ainda vazio antes da temporada (isso era em maio)

Croácia em uma semana

Fazer o roteiro acima em uma semana seria uma coisa insana. Se você tem uma semana, vá direto a Split, fique dois dias por lá (vale muito a pena), escolha uma das ilhas para curtir direito e depois siga para Dubrovnik, que também tem um aeroporto internacional (um dos mais lotados que já vi na minha vida, mas está valendo).

E na segunda vez na Croácia…

A minha grande constatação nessa viagem foi: uau, a Croácia é um destino de primeiríssima linha. E não estamos falando só de praias. Quando Cabral jogou a âncora na Bahia, os caras já tinham pelo menos 6 mil anos de civilização: gregos, ilírios, romanos, otomanos, venezianos… Todos esses povos andaram por lá e deixaram as suas marcas. Em qualquer ilhota praticamente anônima você vai encontrar monastérios do século 15, ruínas gregas e romanas, cidades medievais preciosas. Bom, tudo isso pra dizer que não dá pra achar que você vai “matar” a Croácia na primeira vez, a menos que tenha um mês de férias para torrar por lá. Nos roteiros acima, falta a belíssima região da Ístria, por exemplo (a grande península ao norte do país, perto da fronteira com a Itália). Numa segunda empreitada, é pra lá que eu vou.

Quem quiser uma consultoria profissa pra montar o roteiro pode consultar a minha amiga Karen Busic, do Uma Viagem pela Croácia. Ela mora no país há vários anos e me ajudou horrores.

Siga @drisetti no Twitter e no Instagram

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s