Achados Adriana Setti escolheu uma ilha no Mediterrâneo como porto seguro, simplificou sua vida para ficar mais “portátil” e está sempre pronta para passar vários meses viajando. Aqui, ela relata suas descobertas e roubadas

Os 7 piores aeroportos do (meu) mundo

Por Adriana Setti Atualizado em 27 fev 2017, 15h32 - Publicado em 10 nov 2014, 21h03

Os rankings dos melhores e piores aeroportos do mundo do site Sleeping in Airports acabam de ser publicados.E não é que nossas joias da infraestrutura aeroportuária tupiniquim não estão na black list? Deve ser o terminal novo de GRU fazendo efeito. Para quem não conhece, o site é especialista na arte de dormir pelos cantos em aeroportos – aquela coisa maravilhosa que, em geral, acontece quando temos uma conexão longuíssima e verba curtíssima para reservar um hotel. A lista de melhores (segundo os leitores) é bem óbvia e bate com a minha: tem Hong Kong, Cingapura, Zurique e outras maravilhas do universo civilizado. À de piores, teria sérios acréscimos a fazer. E, verdade seja dita, o aeroporto principal de Manila não merecia estar ali, principalmente porque o novo terminal é bastante decente. Não conheço todos os aeroportos do mundo, mas infelizmente conheço os de…

 

Continua após a publicidade

1. Clark, Filipinas (o aeroporto “perto” de Manila)

É o Viracopos de Manila. Até seria perto da capital num mundo perfeito, SE o transporte público funcionasse e SE o trânsito não fosse apocalíptico. Na vida real das Filipinas, você corre o risco de demorar 12 horas pra chegar até lá, sendo que tudo pode acontecer pelo caminho, desde uma catástrofe natural a uma tentativa de homicídio. Pousei em Clark apenas para uma conexão, sem precisar ir até Manila. Foi uma delícia mesmo assim. Tentei sobreviver alguns minutos num barracão de lona cheio de moscas (o “terminal”). Então desisti e fui fazer hora no shopping mais lotado da Asia. Detalhe: a cidade que abriga o aeroporto é a que tem mais prostitutas per capta no país.Isso porque o aeroporto foi uma base americana na guerra do Vietnã. As moçoilas se instalaram ali para atender os soldados e acabaram ficando. Consequentemente, o lugar atrai um público bacana e tem um climão bem familiar.

 

2. Dar Es Salaam, Tanzânia

Um aeroporto na África sem ar condicionado. Pode existir algo pior que isso? E não estamos falando de um terminal pequeno. Dar Es Salam é um dos hubs da África Oriental e o aeroporto é movimentadíssimo. As pessoas na sala de espera se abanam loucamente, há moscas pra todos os lados e cheiro de fluidos humanos pairando no ar. O lado bom é que a classe econômica de um avião parece o éden depois disso.

 

Continua após a publicidade

3. Zanzibar, Tanzânia

Não tem nem fila direito, todo mundo fica embolado jogando mala de lá pra cá, o controle de segurança maluco abre TODAS as malas antes do check-in, faz um calor surrealista e a imigração lentíssima – para completar, no dia em que estive por lá uma criança quase vomitou em mim. No fim das contas, é um ruim que já entra na categoria cômico, a do caos exótico.

 

Continua após a publicidade

4. Kuala Lumpur (Terminal Low Cost), Malásia

O aeroporto principal de Kuala Lumpur está na lista dos melhores e, de fato, merece. Mas o terminal low cost, operado pela companhia aérea Air Asia, foi planejado minuciosamente para que, a cada segundo, você se lembre de que pagou pouco (e, portanto, deve sofrer em silêncio). O único restaurante durante muito tempo foi um Mc Donalds. Agora há dois ou três fast foods a mais. Juntas, as maravilhas gastronômicas têm os únicos assentos do terminal antes do check-in. Depois do balcão a coisa não melhora muito: as cadeiras não dão conta da multidão. Para muitos embarques e desembarques, não há finger e nem ônibus. É preciso andar quilômetros até o avião ao ar livre: seja nas temperaturas habituais de 40 graus, seja nas tempestades que só as monções asiáticas podem fazer por você.

 

Continua após a publicidade

5. Bogotá, Colômbia

Passei um dos maiores perrengues aeroportuários da minha vida numa conexão em Bogotá. A fila da imigração tinha mais de um quilômetro (nunca vi nada igual, nem em Guarulhos na volta das férias), a fila para passar na alfândega era igual e a confusão nas salas de embarque era inenarrável. Suponho que se alguém já conseguiu embarcar num avião errado, isso deve ter acontecido em Bogotá. Para não o avião eu tive que correr, chorar, brigar, suar, ameaçar, rastejar, implorar…

 

Continua após a publicidade

6. Bergamo, Itália

É o aeroporto low cost de Milão. Minúsculo, ele é movimentadíssimo e não dá conta de escoar o movimento com dignidade. As filas para os controles de segurança duram horas, os banheiros são imundos, as mesas das praças de alimentação vivem cheias de montanha de lixo, os funcionários são mau-humorados…

 

Continua após a publicidade

7. Jakarta, Indonésia

Ok, já vi coisa bem pior. Mas o de Jakarta chama a atenção por ser o patinho feio dos aeroportos das grandes cidades asiáticas (Bangkok, Kuala Lumpur, Cingapura e Hong Kong o humilham) e também por ser o da capital de um país que tem aeroportos ótimos (como o de Makassar, no Sulawesi e o novo de Bali).  É velhão, caído e tem pouquíssimos lugares para sentar.

 

Continua após a publicidade

PS: O antigo aeroporto de Doha definitivamente estaria na minha lista. Mas já que os petrodólares de Qatar finalmente deram um jeito no assunto no primeiro semestre deste ano (afinal de contas a Copa vem aí), fica de fora.

 

Continua após a publicidade

A LISTA DOS PIORES SEGUNDO OS LEITORES DO SLEEPING IN AIRPORTS

1- Aeroporto internacional Islamabad Benazir Bhutto
No Paquistão
2- Aeroporto internacional Jeddah King Abdulaziz
Na Arábia Saudita
3- Aeroporto internacional Kathmandu Tribhuvan
No Nepal (KTM)
4- Aeroporto internacional Manila Ninoy Aquino
Nas Filipinas
5-Aeroporto Tashkent
No Uzbequistão
6- Aeroporto internacional Paris Beauvais-Tille
Na França
7- Aeroporto internacional Frankfurt Hahn
Na Alemanha
8- Aeroporto internacional Bergamo Orio al Serio
Na Itália
9- Aeroporto internacional de Berlim
Na Alemanha
10- Aeroporto internacional LaGuardia
Nos Estados Unidos
Siga @drisetti no Twitter e no Instagram

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Publicidade