Guia definitivo das bodegas de Sant Antoni, em Barcelona

Lugares rústicos com um quê de pé sujo para comer, beber e curtir os amigos

Sabe quando o esquenta é melhor que a festa? Esta é a sensação que tenho em Sant Antoni, meu pedacinho favorito de Barcelona atualmente. O mercado do bairro está reformando há tanto tempo que merece o título de nova Sagrada Família: não fica pronto nunca. Mas, quando isso acontecer, seus arredores devem ser transformar em uma nova atração turística bombástica – o que talvez bote a cena atual a perder… Enquanto isso não acontece, a gente aproveita para frequentar as bodegas mais bacanas da cidade.

Quando um bar se define como bodega, geralmente serve vinho direto do barril e tem um clima rusticão. Alguns pendem sem pudores para o pé sujo, outros são versões hipsterizadas e mais limpinhas. Nos últimos anos, esse tipo de boteco de toda la vida voltou com força. E vários deles se concentram em Sant Antoni. Eis os meus favoritos:

“Mesa” posta do Els sS

“Mesa” posta do Els sS (Divulgação/Reprodução)

Els Sortidors del Parlament

O espaço é lindo, com mesonas rústicas de madeira, barris para apoiar os petiscos e muitas estantes repletas de conservas e vinhos (com ênfase nos catalães). A comida é impecável. Pelo conjunto da obra, elegi como um dos lugares aonde levo quem vem me visitar.

Bodega d’en Rafel

O mais convicto representante do pé sujo. Da parede ao cabelo do garçom, tudo é meio encardido. Em meio a nuvens de gordura, uma parte da multidão se concentra na frente do balcão enquanto a outra berra em grandes mesas para grupos de amigos. A comida é digna, farta e barata. E a sensação de estar em um lugar autêntico é garantida.

Vintage é isso: Bar Ramon, sem frescura

Vintage é isso: Bar Ramon, sem frescura (Divulgação/Reprodução)

Bar Ramon

Mais vintage impossível – do tipo vida real, sem pretensão alguma de ser hipster. Ideal para mesas grandes (os decibéis nas alturas estão liberados), com comida farta e caprichada. Imprescindível reservar.

Casa Lucio

Era um pé sujo de respeito. Foi vendido recentemente para uma antiga frequentadora e amiga do Lucio, que se propôs a manter a ótima cozinha, mas deu um tapa no visual, que deu um ar sofisticado ao lugar sem perder a mão. Tem uma ótima seleção de vinhos de regiões pouco conhecidas da Espanha e comida de fina estampa. Uma das especialidades é a seleção de queijos artesanais. E a batata brava é das melhores que provei ultimamente.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s