Girokastra: mais um troféu revelação na Albânia

–       Vocês vão ficar quanto tempo aqui na Armênia?

–       Errrr… Vamos ficar uma semana aqui na… Albânia.

–       Vocês estão num grupo de excursão aqui na Armênia?

–       Não, estamos rodando a Albânia de carro.

–       E vocês vão para Girokastra?

–       Sim, vamos.

–       Então a gente se vê lá!

–       Ahã. Aproveite sua viagem aqui na Armênia, tá?

 

A americana bizarra não tinha noção de onde estava, mas até que sabia aonde ia. Girokastra, assim como Berat (onde o diálogo surrealista aconteceu), forma a dupla de destinos óbvios e incontornáveis da AL-BÂ-NI-A.

 

Interior da fortaleza

Interior da fortaleza

As muralhas coroadas pela linda torre do relógio

As muralhas coroadas pela linda torre do relógio

A armação de metal sobre o palco que abriga um festival de música que acontece a cada 5 anos dentro das muralhas do castelo

A armação de metal sobre o palco que recebe um festival de música (a cada 5 anos), dentro das muralhas do castelo

As montanhas grandiosas que cercam o centro histórico

As montanhas grandiosas que cercam o centro histórico

Outro ângulo da lindíssima torre

Outro ângulo da lindíssima torre

E mais montanhas...

E mais montanhas…

A foto dá um pouco da ideia da grandeza das montanhas

A foto dá um pouco da ideia da grandeza das montanhas

Muralhas com origem no século 12

Muralhas com origem no século 12

Muralhas, muralhas, muralhas

Muralhas, muralhas, muralhas

Vista geral do lugar onde acontece o festival de música

Vista geral do lugar onde acontece o festival de música

O ângulo que pede uma foto

O ângulo que pede uma foto

Canhões no interior da fortaleza

Canhões no interior da fortaleza

Girokastra é terra natal dos dois albaneses mais famosos de todos os tempos. O ditador cachorro-louco Enver Hoxha e o escritor Ismail Kadare – autor do belíssimo Abril Despedaçado, que inspirou o filme homônimo interpretado por Rodrigo Santoro. Com vista para o vale de Drina e montanhas grandiosas, a cidadezinha de 40  mil habitantes foi mais uma surpresa de tremer os joelhos durante a empreitada albanesa.

 

No topo, há um castelo matador cujas origens estão fincadas no século 12 – ainda que grande parte da estrutura que se vê hoje date do século 19. O lugar abriga um museu militar e guarda a carcaça de um avião da US Air Force que teve que fazer um pouso de emergência no país e foi capturado como troféu na era comunista. Colina abaixo, a cidade se desenrola em ladeiras de paralelepípedo ladeadas de casarões otomanos pintados de branco.

O avião da força aérea americana guardado como troféu na era comunista

O avião da força aérea americana guardado como troféu na era comunista

 

A cidade foi tombada como patrimônio da humanidade pela Unesco em 2008 mas está bem longe de ter aquele jeitinho pasteurizados dos Centros Históricos da Europa Ocidental – para o bem e para o mal. Se por um lado ainda há artesãos trabalhando nas calçadas e agricultores vendendo mel e raki caseiros nas esquinas, o emaranhado de fios elétricos faz lembrar o Sudeste Asiático. Se por um lado os próprios donos da Casa Zekate, do século 18, recebem os turistas no interior do palacete, as faixas publicitárias coloridas são um anticlímax no bairro antigo. Coisas da Albânia…

 

Vista da cidade de cima do castelo

Vista da cidade de cima do castelo

As casas otomanas espalhadas pela colina

As casas otomanas espalhadas pela colina

A majestosa casa Zekate

A majestosa casa Zekate

Fiquei só uma tarde. Mas deu pena. Taí um lugar onde valeria ter dormido. De preferência num hotelzinho instalado num casarão otomano (o Kalemi é uma belezinha). Em tempo: não encontrei a americana que acreditava estar na Armênia.

 

Siga @drisetti no Twitter e no Instagram.

 

O centro de Girokastra, aos pés do castelo

O centro de Girokastra, aos pés do castelo…

E as faixas publicitárias que não deveriam estar lá

…e as faixas publicitárias que não deveriam estar lá.

Jeitinho de lugar parado no tempo

Jeitinho de lugar parado no tempo

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.