Espanha no inverno: como planejar a sua viagem pela Andaluzia

O Alhambra, em Granada, com a Sierra Nevada ao fundo: melhor, impossível

O QUE VER EM TRÊS DIAS

De antemão, fica o aviso: três dias é muito pouco. Mas se não tem jeito mesmo… As três cidades imperdíveis da Andaluzia são Sevilha, Granada e Córdoba. Tendo que escolher uma, fique com Sevilha, que tem a maior quantidade de atrações. Além disso, usando a capital andaluza como base, dá pra fazer um bate-e-volta a Córdoba, que fica a 145 quilômetros (Granada está a 260 quilômetros de distância, o que já acho meio puxado). Radicalizando, você também poderia ficar em Córdoba, que está entre Sevilha e Granada, e fazer um bate-e-volta para cada cidade para dar uma pincelada nos highlights – é uma opção totalmente “turista maluco”, mas não é impossível, principalmente se você estiver de carro.

O QUE VER EM CINCO DIAS

Ufa, aí já dá pra conhecer o trio andaluz com mais calma: dois dias em Sevilha, dois em Granada (em um deles você pode fazer um bate-e-volta à Sierra Nevada) e um em Córdoba.

O QUE VER EM UMA SEMANA OU MAIS

Aqui já temos algumas opções, cuja escolha vai depender o gosto do freguês. Uma delas é fazer o mesmo que faria em cinco dias, esticando a sua estada na Sierra Nevada, caso você curta esquiar. A outra é aproveitar os dois últimos dias para dar uma volta pelos Pueblos Blancos, uma rota (de carro) por cidades branquinhas espalhadas por um território montanhoso, incluindo a lindíssima Ronda. Dar um pulo em Málaga também pode ser uma boa. Ainda que seja um destino mais de verão, a cidade que pariu o gênio Picasso (e o nem tão iluminado Antônio Bandeira) tem um museu dedicado ao pintor e charme mediterrâneo. Para uma viagem alternativa,  você ainda pode se embrenhar na Andaluzia profunda e conhecer as bandas de Baeza e Jaén. Ou seja, rende programa para uns quinze dias de viagem, fácil fácil.

COMO CHEGAR

De Madri, há linhas de trem de alta velocidade (AVE) até Sevilha (2h30) e Málaga (2h30). Ma-ra-vi-lha. Se você está em Barcelona, mais vale pegar um AVE até Madri ou ir de avião pela Vueling, já que o trem é lentíssimo e as viagens de ônibus chegam a demorar 16 horas (uma verdadeira tortura pinga-pinga).

COMO CIRCULAR ENTRE AS CIDADES

De Sevilha a Granada de trem são 3 horas de viagem. De Sevilha a Córdoba é rapidinho, 40 minutos. E de Córdoba a Granada você demora 2h20. Os ônibus para esses e todos os outros trechos são eficientes e baratos. Sierra Nevada está a 30 quilômetros do centro de Granada, super acessível de ônibus (qualquer hotel pode organizar um esquema ou te dizer como fazer). Já para conhecer os Pueblos Blancos, o barato é ir de carro, parando onde achar melhor. O mesmo vale para o pulinho em Baeza e Jaén.

O QUE VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE FAZER

Para visitar o Alhambra, em Granda, é fundamental comprar entrada com antecedência. Ainda que no inverno o movimento seja menor, simplesmente não dá pra correr o risco de dar com a cara na porta.Tudo o que você precisa saber está aqui.

Siga este blog no Twitter: @drisetti

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s