Como evitar fila no Castelo de Praga

Dicas para driblar a multidão na principal atração da capital da República Tcheca

Assim como Paris ou Veneza, Praga sofre de sucesso. Em 2018, a capital da República Tcheca bateu um recorde histórico, recebendo 7,9 milhões de turistas. Uma vez lá, quase toda essa gente faz questão de visitar o Pražský hrad, formando filas tão monumentais quanto o próprio castelo que coroa a colina de Hradčany.

Ao contrário do que acontece em outras atrações superdisputadas da Europa (como a Sagrada Família, em Barcelona, ou os museus de Florença), o Castelo de Praga não tem um sistema oficial de venda de entradas antecipadas e/ou visitas com hora marcada. Para completar, a fila pode vir em dose dupla: uma para o controle de segurança (com direito a detector de metal e revista de bolsas) e outra para comprar a entrada. Também não é raro haver espera para entrar na catedral de São Vito, na Rua Dourada e até para fazer xixi. Respire.

A boa notícia é que você não precisa, necessariamente, passar por tudo isso. Para que sua visita seja o mais indolor possível, vale seguir essas dicas:

Entrada do castelo em um dia tranquilo

Entrada do castelo em um dia tranquilo (Adriana Setti/Arquivo pessoal)

Evite a alta temporada, os finais de semana e os feriados

Estive no Castelo de Praga numa segunda-feira ensolarada do começo de abril. Encontrei poucos turistas e nenhuma espera. Um dia antes, domingo, havia uma fila quilométrica.

Curtir o Castelo de Praga com tranquilidade é um privilégio de quem visita a cidade de outubro ao começo de maio, evitando sábados, domingos e feriados prolongados (principalmente a Semana Santa!). Também vale saber que em julho e agosto a capitalatinge o máximo da sua lotação.

Vista dos vinhedos de São Venceslau: o bônus por entrar pela porta dos fundos

Vista dos vinhedos de São Venceslau: o bônus por entrar pela porta dos fundos (Adriana Setti/Arquivo pessoal)

Entre pela porta dos fundos

Não é preciso comprar entrada para ter acesso ao recinto do Castelo. De graça, você pode ver todas as atrações por fora, entrar na catedral de São Vito (até certo ponto, onde estão as catracas) e conhecer a Rua Dourada depois das 17h. Mesmo assim, não há como escapar do controle de segurança, no qual pode haver uma bela fila. A boa notícia é que no portão secundário, localizado ao final da Antiga Escadaria do Castelo, costuma bem haver menos gente do que na portaria principal. E você ainda terá uma vista linda dos vinhedos de São Venceslau, lá perto. Clique aqui para ver a localização aproximada dessa entrada alternativa.

Salão principal do Antigo Palácio Real, também incluído no Circuito B

Salão principal do Antigo Palácio Real, também incluído no Circuito B (Adriana Setti/Arquivo pessoal)

Fure a fila para comprar a entrada (legalmente, claro!)

Se por um lado ninguém escapa do controle de segurança, há como fugir da fila da bilheteria. Mas o conforto tem seu preço. Enquanto o ingresso oficial para o Circuito B (que reúne as atrações mais importantes) custa CZK 250 (uns €10), as agências cobram cerca de €16 pelo bilhete fura-fila. O esquema é sempre parecido: você compra pela internet e encontra um representante em uma hora determinada, já dentro do castelo (a responsabilidade de chegar com antecedência para passar na segurança é toda sua!). As empresas Tiquets, Ticketbar, Get Your Guide são algumas que vendem entradas “fura fila”.

O magnífico interior da Basílica de São Jorge, uma das atrações incluídas no Circuito B

O magnífico interior da Basílica de São Jorge, uma das atrações incluídas no Circuito B (Adriana Setti/Arquivo pessoal)

Vá muito cedo ou tarde

Ainda que os monumentos históricos estejam abertos das 9h às 17h (aproximadamente), o recinto do castelo abre às 6h e fecha às 22h e rende um passeio magnífico, mesmo sem entrar nas atrações. Antes das 9h e depois das 19h, as ruas costumam estar tranquilas (e com uma luz linda!).

Interior da catedral de São Vito: dá pra ter uma visão geral sem pagar

Interior da catedral de São Vito: dá pra ter uma visão geral sem pagar (Adriana Setti/Arquivo pessoal)

Veja também

Dica radical: vá ao outro castelo

Ignore o Castelo de Praga. Esta é a recomendação, polêmica, do Honest Guide, um dos canais mais famosos e confiáveis de dicas de Praga, do youtuber Janek Rubes. No vídeo abaixo (ele deveria estar meio de mau humor,) o jornalista inúmera cinco motivos para não ir ao castelo (a começar pelas filas) e sugere, como alternativa, a fortaleza de Visehrad – que é sem dúvidas, uma delícia de lugar!

Na minha modesta opinião, é bastante radical ignorar o castelo. Mas, por outro lado, a verdade é que Praga tem muitíssimas atrações de primeira grandeza. Se você tiver pouco tempo na cidade, é sensato ponderar quanto tempo está disposto a investir em fila.

Procure acomodação em Praga 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s