Achados Adriana Setti escolheu uma ilha no Mediterrâneo como porto seguro, simplificou sua vida para ficar mais “portátil” e está sempre pronta para passar vários meses viajando. Aqui, ela relata suas descobertas e roubadas

Cidadezinhas espetaculares da Europa: Ribadeo, na Galícia

O charme discreto da cidadezinha que marca a fronteira entre a Galícia e o Principado de Astúrias, na Espanha

Por Adriana Setti Atualizado em 31 jul 2018, 14h35 - Publicado em 29 jan 2018, 14h59

Sou fã incondicional do norte da Espanha. Quanto mais conheço, mais encantada fico por esta parte verde do país, repleta de penhascos que desafiam a fúria do Atlântico e de belezas quase anônimas. Anos atrás, fiz uma viagem de trem de Oviedo até Santiago de Compostela (clique aqui para ler a matéria que escrevi para a Veja). No meio do caminho, caí de amores por Ribadeo, um lugarejo pelo qual a maioria dos viajantes passa batido.

A cidadezinha marca a fronteira entre a Galícia e o Principado de Astúrias, na região conhecida como Rias Altas. Mas os turistas só têm olhos para sua beleza natural – o que é compreensível. A 10 quilômetros do centro, fica a Playa de las Catedrales, a resposta espanhola para os Doze Apóstolos da Austrália. Rochedos gigantescos destacados de um paredão vertiginoso formam catedrais impressionantes, que podem ser visitadas na maré baixa. Algumas delas estão repletas de percebes, crustáceos vendidos a preço de ouro pelos quais os coletores chegam a arriscar a vida nessa luta do rochedo com o mar. Essas e outras iguarias fazem com que a culinária local valha a viagem.

Detalhe de uma das belas fachadas da cidade Turismo de Ribadeo/Reprodução
A praça principal da cidade Turismo de Ribadeo/Reprodução
Cores de Ribadeo em um (raro) dia mais ou menos azul do outono galego Adriana Setti/Arquivo pessoal
O charme discreto da pequena galega Adriana Setti/Arquivo pessoal
Gatinho instagramável Adriana Setti/Arquivo pessoal
Ladeiras que acabam no mar Adriana Setti/Arquivo pessoal
Adriana Setti/Arquivo pessoal

 

À beira da ría (braço de mar) homônima, Ribadeo se espalha por colinas suaves forradas de casarões históricos pintados em tons pastéis. Nem todos estão em perfeito estado de conservação. Nem tudo é perfeitinho. E vem daí, penso eu, parte do charme despretensioso do lugar. Fora dos meses de julho e agosto, são pouquíssimos os turistas perambulando por suas ladeiras estreitas e pracinhas pontilhadas de palmeiras. Algumas ruelas parecem desembocar na água. E, ao longe, se vê a fofura de Castropol, já no Principado de Astúrias. Para acordar de camarote para este visual, hospede-se no Parador de Ribadeo, que abriga o melhor restaurante da cidade.

Continua após a publicidade

Pulpo a feria, uma das delícias locais Turismo de Ribadeo/Reprodução

Fica em Ribadeo, também, um dos poucos hotéis da Espanha localizados em faróis. Inaugurado no ano passado, o Faro Isla Pancha tem dois apartamentos na construção de 1857. Na primavera, quando a ilha que abriga o hotel-monumento se cobre de flores cor-de-rosa, o lugar atinge o ápice de sua fotogenia. Uma estradinha rural perfeita para pedalar ou correr conecta o centro à Isla Pancha e à Playa de las Catedrales atravessando um platô verde onde vaquinhas pastam placidamente. A Galícia, minha gente, está longe de se resumir a Santiago de Compostela.

O novo hotel Faro Isla Pancha: mais um ponto para Ribadeo Faro Isla Pancha/Divulgação
A resposta espanhola aos Doze Apóstolos da Austrália Turismo de Ribadeo/Reprodução
Rochedos colossais que foram catedrais na areia Turismo de Ribadeo/Reprodução
Adriana Setti/Arquivo pessoal
Adriana Setti/Arquivo pessoal
Adriana Setti/Arquivo pessoal
Adriana Setti/Arquivo pessoal

Busque hospedagens em Ribadeo no Booking

Continua após a publicidade

Publicidade