Teatro Colón

Em maio de 1908, o Teatro Colón, em Buenos Aires, abriu as cortinas para a primeira ópera: Aída, de Verdi.

Enrico Caruso, Maria Callas e Montserrat se apresentaram ali. E também os incríveis Toscanini, Stravinsky e Richard Strauss. E Nijinski.

Construído em um terreno de 8 202 metros quadrados, combina desenhos do Renascimento italiano, ático-grego, alemão e francês.

Com capacidade para 3 500 pessoas, abriga produções de ópera, concertos e apresentações de balé.

Tem uma orquestra estável, uma filarmônica, um coro de 100 vozes e um corpo de bailarinos.

O Colón em si vale uma visita. A sala principal, em forma de ferradura, tem 33 metros de diâmetro, 22 filas de plateia, sete andares de camarotes, balcões e galerias.

Detalhes como a cúpula pintada da sala principal, o candelabro central de 7 metros de largura e a escadaria de mármore impressionam.

Restaurado para as comemorações do bicentenário da independência do país, retomou as visitas guiadas. Para assistir a um espetáculo, acesse a programação no site oficial.

Publicidade