National Air and Space Museum

O National Air and Space Museum de Washington é um verdadeiro parque dos sonhos para os fãs de viagens pelo céus. Boa parte da história da aviação e da exploração espacial está fortemente vinculada ao pioneirismo norte-americano e essa saga é brilhantemente reconstruída com objetos para lá de incríveis. A instituição possui duas áreas de exposição, uma em Washington DC e outra próxima ao aeroporto de Dulles, em Chantilly, Virginia, 50 km a oeste.

Em Washington está o Flyer, o biplano em que os irmãos Wright realizaram o primeiro vôo de avião da história, em 1903 (fato que nós, brasileiros, iremos eternamente contestar). Daí seguimos para o Spirit of St Louis, de Charles Lindbergh, o bravo modelo que completou a primeira travessia aérea transatlântica. Da era heróica com asas para as conquistas da NASA, crianças e adultos estarão frente a frente com a cápsula Columbia, utilizada na pioneira missão Apollo-11 de Neil Armstrong, Michael Collins e Buzz Aldrin. Entre um e outro, aqui estarão dezenas de outras aeronaves, modelos e artefatos.

Na unidade localizada em Chantilly, conhecido como Udavar-Hazy, estão aparelhos maiores, dispostos em vastos hangares, como um Concorde da Air France, o primeiro e único avião supersônico da história, biplanos da I Grande Guerra e o ônibus espacial Discovery, recentemente aposentado depois de 39 missões realizadas entre 1984 e 2011, mais do que qualquer aeronave deste programa. O endereço desta unidade é 14390 Air and Space Museum Parkway.

Em ambos há mostras temporárias, sessões de cinema com telas IMAX, atividades infantis e até simuladores de voo. A infraestrutura também conta com lanchonetes, restaurantes, acesso para cadeirantes e fraldários. Lembre-se que as distâncias são grandes entre uma atração e outra e é bom dedicar entre 2 e 3 horas por unidade para conhecer o acervo.

Publicidade