Castelo Real de Varsóvia

Avaliação do Guia Quatro Rodas starsstarsstarsstarsstarsVale a viagem

Endereço: plac Zamkowy 4 - Traçar rota

Telefone: (48) (22) 3555170

Site: http://www.zamek-krolewski.pl

Horário de funcionamento

2a/4a e 6a/sáb: 10h/18h; 5a 10h/20h; dom 11h/18h

Formas de pagamento

Castelo: zl 22 (adultos); Palácio de Telhado de Bronze: zl 14; grátis aos domingos

O Castelo Real de Varsóvia (Zamek Królewski w Warszawie) seria apenas mais um dos muitos palácios europeus não fosse sua recente história. Ou seja, ela não tem nada a ver com a antiga monarquia da Polônia.

Em 1944, nos momentos posteriores ao fim do Levante de Varsóvia – a revolta armada contra a ocupação nazista – Adolf Hitler ordenou a completa destruição da cidade, incluindo todos seus monumentos nacionais. Este seria o fim da antiga casa dos reis poloneses. Suas origens remontavam ao século 14, quando uma torre defensiva foi construída às margens do rio Vistula. No século 17, o rei Sigismundo III Vasa ordenou uma remodelação em larga escala, só para ver o edifício cair sob forças suecas sitiantes. Reformado e ampliado ao longo dos séculos seguintes, o castelo viu o fim da monarquia local no fim do século 18, sob Estanislau II Augusto Poniatowski. Dali até o início do século 20, o país viveu sob jugo dos czares russos. No breve período até 1939, o local foi sede do governo presidencial polonês.

Com sua completa destruição ao fim da II Grande Guerra – e agora com a Polônia sob a esfera de influência soviética – entrou-se em um debate interminável se ele deveria ser reconstruído. Com as autoridades comunistas atrasando a decisão , foi somente em 1971 que decidiu-se pela recuperação, uma operação maciça que culminou com sua reabertura ao público em 1984. Ainda hoje muitos aposentos ainda estão sendo reproduzidos, nos mínimos detalhes, e cada nova cerimônia de inauguração é comemorada por toda a comunidade.

Dentre os destaques da visita estão o hall de mármore, a sala do trono, a pequena sala anexa de conferências (repare no piso finamente decorado com machetarias), os aposentos do rei e o Grande Salão da Assembleia. O efeito resultante de todo o trabalho de restauração é emocionante. Todo o complexo, juntamente com a Cidade Velha, é listado como Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Anexo ao Castelo está o Palácio de Telhado de Bronze, com uma série de exposições temporárias.

Informações

local_parking
Estacionamento Sem estacionamento
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s