Cachaças

Avaliação do Guia Quatro Rodas starsstarsstarsstarsstarsSem classificação

A cidade tem mais de 50 alambiques, herança dos italianos que chegaram aqui no fim do século 19. As visitas costumam ser pitorescas, guiadas pelos próprios produtores, com direito a degustação: Neno Campanari (acesso pela Estrada para o Bairro da Barra, Sítio Santo Antonio, 3899-2583), Cantinho da Ni (Sítio Recreio, Bairro dos Alves, 3899-1234), Adega Peterlini (acesso pela Estrada para o Bairro dos Alves, Sítio Morro Alto, 3899-1125), Adega Nono Rouxinolli (Sítio Santa Tereza, Bairro do Falcão, 3899-2422), Adega do Italiano (acesso pela R. Joaquim de Oliveira, 3899-2026) e Adega Chora Menina (acesso pela R. Capitão José Inácio, 3899-1061).

Como os alambiques estão espalhados pela zona rural, em estradas de terra sem sinalização, a dica é pedir indicação aos moradores. Para não ter que se preocupar com o caminho, embarque no trenzinho do Seu Orestes ou faça um passeio de quadriciclo. Perto do Centro, vale visitar a associação dos produtores (R. Cel. Luiz Leite, 4; 3899-2744; quarta a domingo, das 9h às 17h), com boa variedade de rótulos, e a adega do restaurando Rancho.

Informações

local_parking
Estacionamento Sem estacionamento
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s