BEM NA FOTO: Cidades incas do Peru

Como registrar a gente e o esplendor inca de Cusco e Machu Picchu

BEM NA FOTO: Menina cusquenha, no Peru

“A menina cusquenha vive de doações em troca de pose para fotos”. — Haroldo Braune, São Paulo, SP

→ No Peru é comum topar com personagens que trocam um clique por algum dinheiro. E o pior que pode acontecer em situações assim é fotografar, dar o dinheiro e ir embora. Aqui, mais do que dicas de fotografia, acho importante tentar conhecer a rotina dos locais, ajudar e até incentivar as crianças a ir à escola.

BEM NA FOTO: Trem de Vistadome, a caminho de Machu Picchu

 “A outra imagem é do interior do trem Vistadome, que vai a Machu Picchu.” — Haroldo Braune, São Paulo, SP

→ Mário soube valorizar a arquitetura inca de Machu Picchu, mostrou o encaixe perfeito das paredes e foi além: a janela que ele enquadrou é como se fosse um visor e traz a sensação de uma foto dentro de outra foto.

BEM NA FOTO: Janelas da cidade inca

“Pra mim, as janelas da cidade inca são poesia pura.” — Mário Zanella, Florianópolis, SC

→ A foto ficou bacana porque o leitor usou uma lente grande-angular e capturou as duas laterais do trem que vai de Cusco a Machu Picchu. Eu teria aguardado a turista sentar-se e faria um clique com ênfase no trem e na paisagem exterior, algo mais gráfico.

BEM NA FOTO: Montanha Huyana Picchu, em Machu Picchu

“A vista do alto da Montanha Huayna Picchu é de tirar o fôlego.” — Yure Lobo, Curitiba, PR

→ Na imagem 4, o olhar do personagem voltado para a cidade inca induz à meditação. Prefiro assim à foto clichê em que o turista dá as costas para Machu Picchu.

BEM NA FOTO: Trajes andinos na Praça de Armas de Cusco

“Da varanda do restaurante Limo, na Praça de Armas de Cusco, vi ela passar com trajes andinos.” — Ralfo Domeniconi, São Carlos, SP

→ Gosto muito de imagens que aproveitam bem as sombras e que reduzem o enquadramento ao essencial. Na foto 5, a mulher clicada tem um excelente enquadramento e a leitora fez bom uso do filtro. O flagrante de um personagem local e o chão da praça, quase um sertão, trazem poesia à imagem. Parabéns!

BEM NA FOTO: Lhama em Machu Picchu

“Chovia, a lhama estava encharcada, e eu não parava de me encantar com Machu Picchu.” — Maria Fátima Meira, Brasília, DF

→ A foto da lhama tem excesso de informações e carece de apuro no enquadramento. A leitora poderia ter buscado um fundo mais neutro e aguardado que a lhama olhasse para a câmera.

 

 

EXPERT

Fernanda Brianti (fernandabrianti.com.br))

A fotógrafa Fernanda Brianti esteve no Peru e atesta: “Por ser um destino fotografado à exaustão, sugiro ir nos detalhes; em fotografia, menos é mais. Junho é um ótimo mês para estar em Cusco, época do Inti Raymi, a Festa do Sol.”.

 

Leia mais:

Peru: amo muito tudo isso

5 dúvidas sobre Machu Picchu

Os 100 lugares mais lindos do mundo

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s