Roteiro de 7 dias de trem pelo Leste Europeu

Saiba que cidades você pode visitar em uma viagem de trem pelo Leste da Europa e veja dicas de atrações - é mais barato que as capitais europeias

Praga – 3 noites

No Leste Europeu, o charme (e preços mais baixos) de lugares como a capital tcheca compensa os trilhos mais lentos da região.

Malá Strana, às margens do Rio Moldava, exibe seu casario barroco perfeitamente fotogênico. Dali até o Castelo de Praga são só alguns minutos de subida. Outro ponto concorrido é a Ponte Carlos. Para comer bem, vá às cervejarias, que servem bons pratos simples e cerveja de boa qualidade.

+ Como é viajar de bicicleta por 250 km entre Praga e Viena

Com a velocidade da malha ferroviária local, chegar até Viena leva cerca de quatro horas.

O barroco da Malá Strana, em Praga (Moyan Brenn/Flickr)

Viena – 2 noites

Para explorar a herança do Império Austro-Húngaro, invista no Sisi Ticket, um passe que garante acesso aos palácios de Schönbrunn e de Hofburg e ao Museu do Mobiliário Imperial. O primeiro, e mais impressionante, representa para o país o que Versalhes foi para a França.

+ Viena agora tem tours guiados por moradores de rua

E não deixe passar a oportunidade de ver uma montagem na Ópera de Viena. A Torre de Danúbio, com 250 metros, oferece uma vista para o verde e os jardins geométricos do Parque Danúbio e para toda a cidade.

O mosaico do Parque Danúbio, em Viena (Jay8085/Flickr)

Bratislava – Bate e volta

Dar um pulo na Eslováquia leva só uma hora de trem a partir de Viena. Embarque de manhã e desça na Estação Bratislava Hlavná Stanica, mais próxima do Centro que a estação principal.

+ Saiba quais são as 15 atrações mais imperdíveis do Leste Europeu

Comece o tour pela Igreja de São Martinho, onde foram coroados os monarcas húngaros, e siga até o Castelo de Bratislava, às margens do Danúbio, que guarda o Parlamento do país e ainda o Museu Histórico Nacional.

A visão da cidade de Bratislava, capital da Eslováquia (Thinkstock/Thinkstock)

Salzburgo – 1 noite

Bem perto da fronteira alemã e a 2h15min de Viena, esse refúgio nas montanhas se orgulha de ser a terra de Mozart. O lugar só fica menos bucólico durante o Festival de Salzburgo, cujas grandes óperas e concertos atraem milhares.

Gaste as panturrilhas subindo até a Fortaleza de Hohensalzburg, no topo de uma colina, com visão panorâmica da região.

Austria, Salzburgo

Salzburgo às margens do rio Salzach (Diego-Cambiaso/Flickr)

Qual é a melhor época?

O inverno rigoroso castiga o leste com temperaturas baixas, mas presenteia com mercados de Natal tradicionais na região. Procurando clima ameno e menos multidões, prefira a primavera.

Texto publicado na edição 256 da revista Viagem e Turismo (fevereiro/2017)

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s