Romênia

Capital: Bucareste

População: 19.942.642 hab

Fuso horário: 6h (horário de Brasília)

Localização: Europa

Muitas lendas e mistérios pairam pela Romênia, um dos países mais enigmáticos do Leste Europeu. A cultura forte desse povo se faz presente nas construções históricas espalhadas por suas cidades, bem como suas tradições folclóricas, encontradas nas cerâmicas, danças e bordados, e até mesmo o “cemitério feliz”, o Merry Cemetery de Săpânța, com poemas e piadas marcando as lápides dos entes queridos dos moradores.

Sua história é calcada na divisão de três grandes principados: a Valáquia, a Moldávia e a Transilvânia. Sua primeira unificação viria a ocorrer no século XVI, sendo consolidada posteriormente entre 1859 e 1918. No entanto, a figura mais emblemática do país é, sem sombra de dúvidas, a de Vlad III: o Príncipe da Valáquia, popularmente conhecido como O Empalador, pela forma brutal com a qual aniquilava suas vítimas. Apesar disso, sua política de independência conquistou o respeito dos romenos, que até hoje enchem o peito para falar seu nome – que inspirou a impactante história do Conde Drácula, vampiro da clássica obra do escritor Bram Stocker.

Essa lenda, inclusive, ainda é um grande atrativo para turistas do mundo inteiro, que chegam ao país em busca do Castelo de Bran, onde viveu o Conde. É aqui que a realidade e a ficção se misturam, fortalecendo a atmosfera sinistra e encantadora que sonda os muros e as passagens secretas da construção, bem conservada e cravada em uma floresta.

GASTRONOMIA

A culinária local é muito rica e diversificada, com pratos herdados de turcos, romanos, gregos e búlgaros. Uma das opções obrigatórias é a moussaka – constituída de carne de carneiro, berinjelas e tomate, condimentada com azeite, cebola, ervas e pimenta. Os mititei, espécie de bolinhos de carne fritos, também se destacam entre os turistas – e podem vir acompanhados de batatas.

O frio da região também convida a provar diversos pratos de sopas, velhas conhecidas dos romenos. Não deixe de provar da tocanita, um refogado de carnes bem temperadas super tradicional.

COMO CHEGAR

Não há voos diretos do Brasil até a Romênia. O mais adequado é buscar voos até cidades como Dublin, na Irlanda, e de lá pegar o avião até o aeroporto de Bucareste. A TAM oferece opções com conexões em Frankfurt, na Alemanha, ou em Londres, no Reino Unido. A Air France é uma das companhias aéreas que oferecem voos diretos da capital irlandesa até a Romênia.

O QUE FAZER

Muitas outras atrações turísticas impressionam o visitante. Uma delas é o Palácio do Parlamento, na capital Bucareste. Aqui, o segundo maior edifício do mundo (que perde apenas para o americano Pentágono) abriga um moderno Centro Internacional de Conferências.

O Mosteiro Moldovita, na região da Bucovina, tem pinturas lindas e bem conservadas. Seu pátio interior inspira tranquilidade – um bônus para turistas que procuram roteiros bem espiritualizados. Outro que vale a visita é o Voronet, na cidade de Gura Humorului, com uma visão bem bacana das paisagens rurais dos arredores.

Em Brasov, na região da Transilvânia, o parque do Monte Tâmpa oferece uma visão espetacular da cidade. Aqui, a boa pedida é passear com crianças e animais de estimação, sobretudo pelas trilhas que cercam o local. Outra atração que vale a visita é a Torre do Relógio, na parte velha de Sighisoara. A construção medieval é um dos principais pontos turísticos da região, revelando uma paisagem bucólica.

Vale avançar um pouco na história e conhecer o Memorial às Vítimas do Comunismo e da Resistência, em Sighetu Marmatiei. Após o fim da Segunda Guerra Mundial, que impulsionou perdas econômicas e territoriais para o país, com um terço da população dizimada, o regime comunista se instaurou juntamente com a ocupação feita pela União Soviética. É exatamente esse período que o Museu aborda: o regime autoritário de Nicolae Ceaușescu, cuja opressão revoltou a população na Revolução Romena de 1989. Centenas de cidadãos foram mortos durante os protestos, culminando na execução do ditador por fuzilamento.

Por fim, se o desejo é visitar outras construções históricas, vale passar no Castelo de Peleş, em Sinaia, cercado por belos jardins. Seu interior é marcado por uma decoração impecável, que surpreende os visitantes.

Por Camila Honorato. 

Informações ao viajante

Línguas: Romeno
Moeda: Leu romeno
Visto: Não é necessário visto para entrar no país

Embaixada oficial no Brasil:
SEN - Av. das Nações, Lote 6, Brasília (DF)
61 3226-0746
http://brasilia.mae.ro/pt

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s