VT responde

Um dia pleno em Whistler, no Canadá. O melhor jeito de se hospedar para explorar a Toscana. Pousadas bacanas em Paraty para ir com as crianças. Você elege o destino, a VT ajuda a embarcar

  • Em agosto vou para o Canadá e pensei em fazer um bate e volta de Vancouver até Whistler. É perda de tempo, já que não haverá neve? Ana Laura Marques, Belo Horizonte, MG

Não será perda de tempo, Ana. E quem diz isso é a colaboradora da VT Alessandra Cayley, que mora no Canadá há dez anos. “Whistler fica a 120 quilômetros de Vancouver e é um programaço mesmo quando não há neve. Agora no verão do Hemisfério Norte, os esquis saem de cena e dão lugar a passeios de mountain bike, rafting, windsurfe e cavalgadas. O percurso de duas horas até lá pela Sea to Sky Highway reserva vistas espetaculares à medida que a estrada vai beirando o fiorde de Howe Sound. Para aproveitar bem o dia, chegando a Whistler vá ao Ciao Thyme Bistro (ciaothymebistro.com) e peça pelos cinnamon buns, pãezinhos com recheio de canela servidos com calda quente. Depois, compre um tíquete de acesso ao Peak 2 Peak (whistlerblackcomb.com), teleférico que conecta as montanhas de Whistler e Blackcomb. Considerado o mais longo trajeto do gênero no mundo, com 4,4 quilômetros de extensão, o percurso dentro do bondinho dura 11 minutos e é de deixar as pernas bambas. De volta a Whistler, dê uma parada no centro cultural Squamish-Lil’Wat (slcc.ca), um museu que conta a história das tribos aborígenes da região. Vale pela linda arquitetura do prédio, pela loja de suvenires e também pela cafeteria, que é comandada pelo chef Ken Wright. Nativo da tribo Lil’Wat, Ken recria clássicos da cozinha contemporânea com um ‘twist indígena’, como ele mesmo diz. O chilli venison, carne de veado servida em um pão crocante, é de se lambuzar. Depois, relaxe nas piscinas do Scandinave Spa Whistler (scandinave.com) e termine o dia passeando pela lojas do centrinho. Os ônibus de Vancouver até lá são operados pela Pacific Coach’s YVR Whistler SkyLynx (pacificcoach.com).” O guia do Canadá da coleção VIAGEM DE BOLSO da VT já está nas bancas trazendo outras informações sobre Whistler e mais.

Estradas da Toscana, Itália

Estrada na Toscana – Foto: Giampaolo Macorig/Creative Commons

  • Pretendo alugar uma casa ou um apartamento na Toscana e conhecer a região. Onde seria melhor ficar e por onde rodar? Ficaremos cerca de 15 dias. — Ana Karina Sardenberg, Niterói, RJ

A colaboradora da VT Mari Campos passou um mês em Florença e tem as dicas. “É conveniente ficar em Florença caso você queira fazer viagens bate e volta de trem. eu aluguei um studio a poucos passos do Duomo, e foi ótimo. Lorenzo, o proprietário do lugar, tem um site, o italyflorence.it, em que lista apartamentos que acomodam de duas a seis pessoas em vários lugares da cidade. o que eu escolhi, o Brunelleschi, serve bem duas pessoas. É possível alugar por noite (€ 95), por semana (€ 490) ou por mês (€ 890). Eletricidade é paga à parte na hora do check-out – o Lorenzo lê o reloginho na chegada e na saída e faz a conta. Caso você alugue um carro, pode ser bacana se hospedar em uma típica villa toscana nos arredores de Florença. o site de aluguel de temporada VRBO.com tem mais de 50 villas disponíveis nos arredores de Florença. Coloque na sua lista os seguintes destinos: Siena, Piza, Assis, Viareggio, Montalcino, Montepulciano, Arezzo, Cortona e San Gemignano.” 

Réplicas no parque Miniestrada Real, em Paraty, Rio de Janeiro

Réplicas no parque Miniestrada Real, em Paraty – Foto: J.L Bulcão/Pulsar

  • Quais são as melhores pousadas de Paraty para ir com uma criança de 2 e outra de 5 anos? — Julia Sugai, São Paulo, SP

O editor de hotéis do Guia Quatro Rodas, Eduardo Merli, tem as dicas. “O Villas de Paraty (villas-de-paraty.com.br) é a melhor opção no seu caso. Além do playground e da copa infantil, os apartamentos acomodam até cinco pessoas. Sem contar que está a um pulo do Centro Histórico. A Chácara das Acácias (paraty.com.br/acacias), que fica na estrada para Cunha, tem uma pegada mais rural. o playground fica na enorme área verde que é ótima para largar os pequenos. Perto dali fica a Miniestrada Real, um parque com casas em miniatura que recriam a estrada real do século 18. Não tem quem não curta.”

Para participar, envie sua dúvida para vt.responde@abril.com.br. As perguntas serão selecionadas e respondidas apenas nesta seção

 

Leia mais:

VT Agosto de 2012 ##– Veja todas as reportagens desta edição

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s