Viagens de sonho a menos de US$ 60 por dia

Sim, é possível! A VT montou roteiros completos – com hospedagem. Tudo fácil e seguro. É só escolher o destino: Tailândia, Indonésia, Portugal, Espanha, Grécia ou Estados Unidos

Foram felizes aqueles que rodaram o mundo com uma carteirinha de alberguista na mão e uma (vaga) ideia na cabeça. Nos idos tempos em que viajar barato era sinônimo de saltar de beliche em beliche munido de um passe de trem, a menor demanda turística também permitia mais liberdade para improvisar. Mas, se você lamenta a leveza perdida, acredite: as facilidades do mundo moderno, desde a internet até agências especializadas em programas baratos, podem lhe poupar vários tostões ao planejar uma viagem. A seguir, sugerimos seis roteiros para fazer com até US$ 60 (ou € 50) ao dia, incrementados com algumas dicas de upgrades. Eles têm a duração mínima que permite conhecer o melhor de cada destino. São lugares com paisagens idílicas ou fama de caros que você nunca imaginaria visitar por tão pouco.

Escolha o destino: Tailândia | Indonésia | Portugal | Espanha | Grécia | Estados Unidos

TAILÂNDIA | 12 dias em Bangcoc, Koh Phi Phi e Koh Lipe |

Grande parte do encanto da capital tailandesa se deve aos seus templos, suntuosos e sagrados nas mesmas proporções. Erguido no século 18, o conjunto do Grand Palace (Thànon Na Phra Lan; US$ 8) foi concebido para ser a residência da monarquia local e abriga o Wat Phra Kaew (templo do Buda esmeralda). Vizinho ao Grand Palace, o Wat Pho (Thànon Sanamchai, 2; US$ 0,70) guarda um Buda reclinado de 46 metros de comprimento. No jardim funciona uma das mais tradicionais escolas e centros de massagem da cidade (US$ 6,30 por 30 minutos). O trio sagrado se completa com o Wat Arun (Thànon Arun Amarin; US$ 0,70), uma torre decorada por mosaicos de porcelana chinesa à beira do Rio Chao Phraya. Hospedagem econômica em Bangcoc é sinônimo dos arredores da lendária Khao san Road, o gueto turístico-boêmio, onde há milagres como o Rambuttri Village Inn (95 Soi Rambuttri, 66-2/282-9162, khaosanhotels.com; desde US$ 25, sem café da manhã; Cc: M, V) e o Sleep With Inn (76 Soi Rambuttri, 66-2/280-3070, sleepwithinn.com; desde US$ 34; Cc: M, V), que têm providenciais piscinas em suas coberturas. E, já que você está pagando essa pechincha para dormir, refestele-se no Khinlom Chomsaphan (11/6 Samsan Soi 3, 66-2/628-8382-3, khinlomchomsaphan.com; Cc: M, V), à beira do Chao Phraya, onde você degustará frutos do mar por menos de US$ 20. Comer na rua, em Bangcoc, é um luxo gastronômico. Farte-se de phad thai (noodles com verduras e amendoim), camarão, espetinhos de shiitake e outras maravilhas. E, para fingir que está podendo, suba ao topo do hotel Lebua para badalar no Sky Bar (1055 Silom Road, 66-2/624-9999, lebua.com; Cc: A, D, M, V), que tem a melhor vista da cidade (o drinque custa US$ 8).

Um dia perfeito em Bangcoc:

→ Hospedagem em quarto duplo no Rambuttri Village Inn US$ 12,50

→ Café da manhã e almoço em barraquinhas de rua US$ 7

→ Entrada para o Grand Palace US$ 8

→ Massagem tailandesa US$ 6

→ Jantar no Khinlom Chomsaphan US$ 20

Total: US$ 53,50

Já se passaram 13 anos, mas todos ainda se lembram do arquipélago de Koh Phi Phi por causa do filme A Praia, com Leonardo DiCaprio, que foi rodado em uma de suas praias (Maya Bay). Nadar e mergulhar com snorkel são os grandes compromissos na rotina do lugar, ainda mais para quem ficar no Paradise Resort (Long Beach, paradiseresort.co.th; desde US$ 41; Cc: A, M, V), com o pé na areia. Você só precisará se mexer dali para abraçar um passeio de barco (US$ 10 por meio dia, US$ 20, dia inteiro, e US$ 40, passeio noturno). De volta à terra firme, jante no Papaya (Ton Sai Village; 11h/23h) – espere gastar US$ 8. À noite, as festas rolam nos bares da cidade e na praia. A entrada é grátis. Para ficar praticamente dentro do agito, hospede-se no Phi Phi Casita (129 Moo 7, Ton Sai Village; pphotelgroup.com; desde US$ 64, sem café da manhã).

Um dia perfeito em Koh Phi Phi:

→ Hospedagem em quarto duplo no Paradise Resort US$ 20,50

→ Passeio de barco US$ 20

→ Jantar no Papaya US$ 8

Total: US$ 48,50

As praias de areia cor de talco e mar azul-Maldivas dessa ilha no extremo sul do país estão entre as mais belas do sudeste asiático. No fim de tarde, o sol afunda no Índico como uma bola vermelha. Dentro de um parque nacional marinho (ainda que não faça parte dele), Lipe tem um certo agitinho na Praia de Pattaya. mas é o clima relax que predomina, principalmente em Sunrise Beach, o que é um bálsamo para quem acha Koh Phi Phi agitada demais. Para visitar as ilhas pouco conhecidas dos arredores, como Koh Adang e Koh Bulon Leh, é possível fretar um barco tradicional long tail (US$ 60, para seis pessoas, e US$ 5 pela comida por cabeça) em agências como a Adang Sea Divers (adangseadivers.com). Outro luxo à mão é fartar-se de churrasco de peixe em restaurantes como o Nee Papaya (rua principal, 8h/23h), onde se gasta em torno de US$ 12. A ilha ainda não tem carros, caixa eletrônico nem luz elétrica. Mas muitas pousadas (à base de gerador) charmosas brotaram de uns tempos para cá, tornando o pedaço mais cool e menos hippie do que o resto da Tailândia. Invista as suas fichas no lindo Castaway Beach Resort (Sunrise Beach, 66-831/387-472, kohlipe.castaway-resorts.com; desde US$ 30; Cc: V), que tem bangalôs de palha e bambu e um lounge de frente para o mar. Ou então no Mountain Resort (Moo 7, Sunrise Beach, mountainresortlipe.com; diárias desde US$ 30), que ocupa uma colina na parte mais bonita da ilha.

Um dia perfeito em Koh Lipe:

→ Hospedagem em bangalô duplo no Castaway Beach Resort US$ 15

→ Passeio de barco com almoço US$ 15

→ Jantar no nee Papaya US$ 12

Total: US$ 42

✴ US$ 60 vão render: prepare-se para dias de rei com ótima comida e bons hotéis e saiba que, precisando, você pode se virar com ainda menos. A Tailândia é bem servida em companhias aéreas de baixo custo. Para ir de Bangcoc até os portos que dão acesso às principais ilhas (Phuket ou Krabi para Phi Phi e Trang para Koh Lipe), procure passagens na Air Asia (airasia.com), na Nokair (nokair.com) e na Orient Thai (flyorientthai.com).

✴ Desconto high-tech: especialista em Ásia, o site/aplicativo AsiaRooms (asiarooms.com) encontra descontos em hotéis da região. Outro que funciona bem para o país é o site/aplicativo Agoda (agoda.com).

Outros roteiros por menos de US$ 60 por dia: Indonésia | Portugal | Espanha | Grécia | Estados Unidos

 

➨ INDONÉSIA | 14 dias em Bali, Gilis e Java |

A espiritualidade à flor da pele e a amabilidade dos balineses fazem de Bali aquilo que almas mais sensíveis chamariam de “lugar mágico”. Ao sul, na Península de Bukit, estão Ulu Watu, Padang Padang, Bingin, Impossibles, Nusa Dua e outras praias mundialmente famosas por suas ondas e falésias, ideais para o surfe. A badalação se concentra entre Kuta, Legian e Seminyak, próximas à capital balinesa, Denpasar. Ubud, a veia espiritual e artística, esconde-se no interior da ilha, entre arrozais. Os templos mais sagrados estão esparsamente distribuídos: Pura Tanah Lot (Jalan Tanah Lot, Canggu; US$ 3) equilibra-se sobre um istmo no sudoeste balinês; Pura Luhur Ulu Watu (Jalan Labuan Sait, Pantai Suluban; US$ 2 e US$ 7 extra na hora da dança Kekak, no fim da tarde) pende de um penhasco em Ulu Watu, na Península de Bukit; Pura Ulun Danu Bratan (Bedugul; US$ 50), por sua vez, emerge das águas do lago Bratan, na cidade de Bedugul. É preciso estar motorizado, portanto, para conhecer o melhor de Bali. Uma moto sai por US$ 5 ao dia, e um carro pode ser alugado desde US$ 15 nas locadoras locais, como a Bali Car and Scooter Rental (bali4ride.com). Hospede-se por três ou quatro dias em Ubud, no magnífico Tegal Sari (Hanoman Street Padang Tegal, 62- 361/973-318, tegalsari-ubud.com; desde US$ 30), entre arrozais, e passe os demais dias em Seminyak, no Puspa Bungalow (Jl. Double Sixx, Gg. Raja, 66- 361/733-559; desde US$ 30). Come-se bem em qualquer warung (restaurante simples) sem gastar mais do que US$ 4. E o bom e barato mais badalado da ilha é o restaurante Rumors (Jl. Kayu Aya Seminyak, 100, 773-3269, balinesia.co.id/rumours; Cc: A, M, V), em Seminiak, onde se come por menos de US$ 10.

Um dia perfeito em Bali:

→ Hospedagem em quarto duplo no Puspa Bungalow US$ 15

→ Aluguel de carro para duas pessoas US$ 7,50

→ Almoço em warung US$ 4

→ Passeio pelas praias de Bukit GRÁTIS

→ Fim de tarde no templo de Ulu Watu com dança tradicional US$ 9

→ Jantar no Rumors US$ 10

Total: US$ 45,50

Em meio a ilhas com vulcões, falésias e montanhas verdejantes estão três respingos de terra cercados de arrecifes e areias brancas: a badalada Gili Trawangan, a tranquila Gili Meno e Gili Air, meio-termo entre o agito e o sossego. O que fazer por lá? Pular de ilha em ilha de barco fazendo snorkeling pelo caminho (entre US$ 10 e US$ 15) ou entregar-se ao dolce far niente em algum dos ótimos beach lounges com uma cerveja Bintang (US$ 3,50). Hospede-se no Dream Village (Gili Trawangan, 62- 370/664-4373, dreamvillagetrawangan.net; desde US$ 70) ou no Sunset Gecko (Gili Meno, 62-81/3535-66774, thesunsetgecko.com; desde US$ 25). À noite, todos se reúnem no mercado do vilarejo de Gili T para comer peixes e frutos do mar acompanhados de clássicos como nasi goreng (arroz frito com vegetais e carne) por US$ 5.

Um dia perfeito nas Gili Islands:

→ Hospedagem no Dream Village US$ 35

→ Passeio de barco US$ 10

→ Fim de tarde com uma Bintang gelada US$ 3,50

→ Jantar no mercado noturno US$ 5

→ Festa em algum bar do vilarejo de Gili T GRÁTIS

Total: US$ 53,50

Yogyakarta, a capital cultural de Java, é o único distrito do país em que o sultão (em geral uma figura simbólica) ainda é o governador de fato. Os dedos (e os anéis) dele se fazem notar. Livres de impostos, os preços de alimentação, hospedagem e tudo mais na cidade são ainda mais baixos do que no resto da Indonésia. Um bom exemplo? Um hotel de alto padrão com piscina na cidade sai a preço de pousadinha, caso do Jambuluwuk Malioboro (Jalan Gajah Mada, 67, 62-877/800-400-80, jambuluwuk.co.id; desde US$ 50; Cc: A, D, M, V). E há ótimos restaurantes onde se janta por cerca de US$ 6, como o Bedhots (Sosrowijayan Wetan GT I/58A, 62-274/512 452, bedhots.com; 11h/23h), além de saborosas barraquinhas de rua com refeições a US$ 3. A cidade tem até ônibus com ar-condicionado. Um deles, A1, sai do centro e vai até os templos de Pranbanan (8h/18h; US$ 18), um enorme complexo hinduísta do século 9. Yogyakarta também é a base para visitar o templo de Borobodur, coroado com imagens de Buda (US$ 6 pelo transporte e US$ 18 pela entrada).

Um dia perfeito em Yogyakarta:

→ Hospedagem em quarto duplo no Jambuluwuk Malioboro US$ 25

→ Visita ao Borobudur com transporte e ingresso US$ 24

→ Almoço em barraquinha de rua US$ 3

→ Jantar no Bedhots US$ 6

Total: US$ 58

✴ US$ 60 vão render: este orçamento, na moeda local, equivale a 600 000 rúpias indonésias. Parece muito dinheiro e é mesmo: você poderá ficar em bons hotéis e comer em bons restaurantes. O país tem companhias aéreas low-cost eficientes, como a Lion Air (lionair.co.id) e a Air Asia (airasia.com).

✴ Desconto high-tech: o site tiket2 (tiket2.com) procura as melhores tarifas de voos na Indonésia. Os sites/aplicativos Asia Rooms (asiarooms.com) e Agoda (agoda.com) também são bons para achar descontos em hotéis da região.

Outros roteiros por menos de US$ 60 por dia: Tailândia | Portugal | Espanha | Grécia | Estados Unidos

 

➨ PORTUGAL | 9 dias entre Lisboa e arredores, Porto e Coimbra |

Quase tudo o que Lisboa tem de melhor está ao alcance dos pés: becos, ladeiras e miradouros. Mas também vale pegar carona no bondinho elétrico 28 (€ 2,85), que serpenteia pelas principais atrações do Centro. A capital lusitana também precisa ser vista do alto do Elevador de Santa Justa (Rua de Santa Justa, 351-21/361-3000, carris.pt; € 5) e do Castelo de São Jorge (351-21/880-0620, castelodesaojorge.pt; Cc: A, M, V; € 7,50). Depois de tanto sobe e desce, você merecerá um lugar à mesa do Antigo 1º de Maio (Rua da Atalaia, 8, 351- 21/342-6840; Cc: M, V), uma autêntica tasca portuguesa com refeições a € 14. À noite, todos os caminhos levam ao bairro alto, onde uma cerveja custa desde € 1. Para estender o corpo depois de umas e outras, a boa é o Travellers House (Rua Augusta, 89, 1º andar, 351-21/011-5922, travellershouse.com; desde € 38,50; Cc: A, M, V). Fora do Centro, o seu compromisso é com as margens do Tejo. Nelas repousam a Torre de Belém (Praça do Império, 351- 21/362-0034, mosteirojeronimos.pt; € 7), o magnífico Mosteiro de Jerónimos (Praça do Império, 351-21/362-0034, mosteirojeronimos.pt; € 10) e o Pastéis de Belém (Rua de Belém, 84-88, 351- 21/363-7423, pasteisdebelem.pt; Cc: A, M, V), com seus pastéis de nata a € 1,05.

Um dia perfeito em Lisboa:

→ Hospedagem em quarto duplo no Travellers House € 19,25

→ Passeio no elétrico 28 € 2,85

→ Porção de pastéis de Belém € 4,20

→ Visita ao Mosteiro de Jerónimos € 10

→ Almoço no Antigo 1º de maio € 14

Total: € 50,30

A viagem de trem até Cascais dura meia hora e custa € 1,55. Almoce no Bar do Guincho (Estrada do Abano, 547, 351- 21/487-1683, bardoguincho.pt) por € 15 em média. Também essencial é a dobradinha Queluz e Sintra. O trem até Queluz leva 17 minutos (€ 1,55). Dirija-se ao palácio Nacional de Queluz (Largo do Palácio Nacional, 351-21/434- 3860, pnqueluz.imc-ip.pt; € 9), que abrigou os monarcas portugueses antes da fuga histórica para o Brasil. Pouco mais adiante (40 minutos de trem desde Lisboa; € 2,15), Sintra era o refúgio de verão da família real portuguesa, que aqui ergueu castelos e palácios. Os mais impressionantes são o Palácio Nacional (Largo da Rainha Dona Amélia, 351- 21/910-6840, pnsintra.imc-ip.pt; € 9) e o Palácio da Pena (Estrada da Pena, 351- 21/923-7300, parquesdesintra.pt; € 13,50). Na saída, vá à Pastelaria Piriquita (Rua das Padarias, 1-7, 351-21/923-0626; Cc: A, M, V), que desde 1850 faz os travesseiros de Sintra (massa folhada, ovos e amêndoas).

Um dia perfeito nos arredores de Lisboa:

→ Hospedagem em quarto duplo no Travellers House € 19,20

→ Trem ida e volta até Cascais € 3,10

→ Almoço no bar do Guincho € 15

Total: € 37,30

Coimbra é um pitstop cultural entre Lisboa e Porto (desde a capital portuguesa, a viagem de trem demora 1h45 e custa desde € 17,50). Às margens do Mondego, a cidade é sempre lembrada por causa da Universidade de Coimbra (Largo da Porta Férrea, 351-23/985- 9818, uc.pt; € 7), fundada em 1230. Na margem esquerda do rio também está o que restou do Mosteiro de Santa Clara (Rua das Parreiras, 351-23/980-1160, santaclaraavelha.drcc.pt; € 5), de 1316. Mas era no Convento de Santa Clara-a-Nova (Alto de Santa Clara, 351- 23/944-1674; € 2), no claustro, que Inês de Castro esperava por seu amado dom Pedro, que a visitava secretamente. Se decidir esticar, hospede-se no Serenata (Largo da Sé Velha, 21/23, 351-23/985- 3130, serenatahostel.com; desde € 43 ou € 15 em quarto coletivo; Cc: A, D, M, V), que ocupa um antigo conservatório. Uma vez no Porto, curta os contrastes da cidade que concentra o que Portugal tem de mais moderno. Um de seus ícones futuristas é a fundação de Serralves (Rua Dom João de Castro, 210, 351-22/615-6500, serralves.pt; Cc: A, M, V; € 7), o principal museu de arte contemporânea do país. A Porto moderna combina com o Tattva Design Hostel (Rua Cativo, 22, 351-22/094- 4622, tattvadesignhostel.com; desde € 17 em quarto coletivo; Cc: M, V). Coroada pela Torre dos Clérigos e pela Catedral Sé (do século 12), a Porto “clássica” tem seu elétrico à moda antiga, cuja Linha 1 (€ 1,80) parte da Igreja de São Francisco e chega ao Passeio Alegre. Também é uma mão na roda o tour guiado grátis da Pancho Tours (panchotours.com). E, para degustar as tradições portuenses, aposte na Casa Aleixo (Rua da Estação, 216, 351- 22/537-0462; Cc: A, M, V), que tem entre suas especialidades os filés de peixe com arroz de polvo por menos de € 15.

Um dia perfeito no Porto:

→ Hospedagem no Tattva Design Hotel € 17

→ Passeio de elétrico € 1,80

→ Bufê de almoço no Tattva Restaurant € 7

→ Walking tour GRÁTIS

→ Jantar no Casa Aleixo € 15

Total: € 40,80

✴ € 50 vão render: hospedagem boa e barata é uma especialidade portuguesa. Os quatro primeiros colocados do ranking dos melhores albergues do mundo no site/aplicativo Hostelworld (hostelworld.com) são do país.

✴ Desconto high-tech: o Hostelbookers (hostelbookers.com) e o Hostelworld, as duas grandes referências quando o assunto é reserva de hostels on-line, competem ferrenhamente pelas melhores tarifas. Cheque ambos antes de fechar negócio.

Outros roteiros por menos de US$ 60 por dia: Tailândia | Indonésia | Espanha | Grécia | Estados Unidos

 

➨ ESPANHA | 8 dias em Madri, Valência e Barcelona |

Instale-se no ótimo Las Musas (Calle Jesús y María, 12, 34-91/539-4984, lasmusashostel.com; desde € 41 ou € 13,90 por pessoa em quarto coletivo, sem café da manhã; Cc: M, V), no Centro, próximo à Puerta del Sol e à Plaza Mayor, as praças mais emblemáticas da cidade. A Catedral de Almudena (catedraldelaalmudena.es; grátis) e o Palacio Real (Calle de Bailén, 34-91/454-8800, patrimonionacional.es; € 10; Cc: M, V) são visitas obrigatórias nos arredores. Para almoçar pela região, aposte no La Candelita (Calle Barquillo, 30, 34-91/523-8553, lacandelita.es; Cc: A, D, M, V), com menu de almoço por € 12. À noite, flane de bar em bar pelo bairro de La Latina, o melhor para beliscar tapas na cidade. Com cerca de € 15 você estará jantado e suavemente calibrado. O Museo del Prado (Paseo del Prado, 34-91/330-2800, museoprado.es; € 14; Cc: A, D, M, V), o Centro de arte Reina Sofía (Calle Santa Isabel, 52, metrô Atocha, 34-91/774-1000, museoreinasofia.es; € 8; Cc: A, M, V) e o Thyssen-Bornemisza (Paseo del Prado, 8, 34-902/760-511, museothyssen.org; € 9, grátis às segundas; Cc: A, D, M, V) são os principais museus, com obras de Goya, Picasso, Miró, entre muitos outros. Duas horas antes de fechar, o Prado e o reina sofía não cobram o ingresso.

Um dia perfeito em Madri:

→ Hospedagem em quarto duplo no Las Musas € 20,50

→ Almoço no La Candelita € 12

→ Visita ao Museo del Prado em horário especial GRÁTIS

→ Noite de tapas e drinques por La Latina € 15

Total: € 47,50

Bem mais barata do que Madri e Barcelona, Valência pode lhe render pequenos luxos, como jantar no El Bouet (Calle Puerto Rico, 36, 34-676/560-213; Cc: M, V), no bairro cool de Russafa, onde os pratos não custam mais que € 10. A região também é o endereço do ótimo albergue Russafa Youth Hostel (Calle Padre Perera 5-1, 34-96/328-9460, russafayouthhostel.com; desde € 38; Cc: A, M, V). Vale circular pelo Centro Histórico e viajar nas curvas da Ciutat de les Arts y les Ciències (cac.es). Para a experiência ser completa, não pode faltar uma bela paella (€ 14,50 por pessoa), invenção valenciana, no La Pepica (Paseo Neptuno, 6, 34-96/371-0366, lapepica.com; Cc: A, D, M, V).

Um dia perfeito em Valência

→ Hospedagem em quarto duplo no Russafa Youth Hostel € 19

→ Passeio pelo Centro Histórico GRÁTIS

→ Paella no La Pepica € 14,50

→ Jantar no El Bouet € 15

Total: € 48,50

Entre os novos albergues da cidade, o Urbany BCN Go (Gran Via de les Corts Catalanes, 563, 34-93/737-9618, urbanyhostels.com; desde € 104 ou € 18,99 em quarto coletivo; Cc: A, M, V), no Centro, é um dos melhores. Para captar o espírito da cidade, mergulhe na obra de Gaudí no Park Güell (parkguell.es; grátis) e, depois, visite as casas La Pedrera (Passeig de Gràcia, 92, 34- 902/202-138, lapedrera.com; € 16,50; Cc: A, D, M, V) e Batlló (Passeig de Gràcia, 43, 34-93/216-0306, casabatllo.es; € 20,35; Cc: D, M, V). As obras obrigatórias de Gaudí estarão vistas com uma visita à Sagrada Família (Carrer Mallorca, 401, 34-93/513-2060, sagradafamilia.org; € 13,50; Cc: A, M, V). Uma vez no Centro antigo, suba as ramblas e faça uma boquinha no Mercado da Boqueria, de preferência no bar Pinotxo (34- 933/171-731, pinotxobar.com; Cc: A, M, V), o queridinho do chef Ferran Adrià. Depois se embrenhe no Bairro Gótico, perdendo-se por suas vielas. No bairro do Born, visite a belíssima Santa María del Mar (Plaça de Santa María, 1) e belisque umas tapas no Mercat Princesa (Carrer dels Flassaders, 21, mercatprincesa.com) – dá para comer bem ali por € 15. Pertinho está o Museu Picasso (Carrer de Montcada, 15-23, 34-93/256-3000, museupicasso.bcn.cat; € 11, Cc: M, V). Outro museu imperdível é a Fundació Miró (Parc de Montjuïc, 34-93/443-9470, fundaciomiro-bcn.org; € 11; Cc: M, V). O novo bairro da moda, Poble Sec, é o lugar certo para estar às quintas à noite, quando uma tapa acompanhada de um drinque sai por apenas € 2 – uma ótima oportunidade para conhecer bons restaurantes, como o La Tieta (Carrer Blai, 1, 34-93/186-3595). Outra febre na cidade é o Kiosko (Avinguda del Marquès de l’Argentera, 1 bis , 34-93/310-7313, kioskoburger.com), com os melhores sanduíches da cidade (a partir de € 5,40).

Um dia perfeito em Barcelona

→ Hospedagem em quarto coletivo no Urbany BCN Go € 18,99

→ Visita ao Parc Güell GRÁTIS

→ Almoço no Kiosko € 6

→ Visita à Sagrada Família € 13,50

→ Noite de tapas no Poble Sec € 4

Total: € 42,49

✴ € 50 vão render: na hora do almoço, os restaurantes espanhóis servem menus por até € 10. Para ir de uma cidade a outra, compre bilhetes de trem pelo site da Renfe (renfe.es), ou de avião no Atrapalo.com e no Skyscanner (skyscanner.net). A companhia Vueling (vueling.com) costuma ter preços imbatíveis.

✴ Desconto high-tech: o aplicativo/site AirBnb (airbnb.com) é uma febre na Espanha. São 2 800 quartos e apartamentos disponíveis ao dia. Barcelona e Madri também estão cobertas pelo aplicativo Hotel Tonight, com descontos nas diárias que chegam a 40%.

Outros roteiros por menos de US$ 60 por dia: Tailândia | Indonésia | Portugal | Grécia | Estados Unidos

 

➨ GRÉCIA | 9 dias em Atenas, Santorini e Mikonos |

Duas boas dicas de hospedagem são o Athens Style (Agias Theklas, 10, 30 210/322-5010, athenstyle.com; desde € 70 ou € 18 em quarto coletivo, sem café da manhã; Cc: A, D, M, V) e o Circus (Sarri, 16, 30-213/0237-244, citycircus.gr; desde € 60 ou € 24 em quarto coletivo; Cc: M, V). Uma vez alojado no centro, chegue cedo à Acrópole (30- 210/321-4172; € 12; 8h/20h) e guarde o mesmo ingresso para visitar outros sítios arqueológicos, como a Ágora Antiga. Entre uma coisa e outra, almoce no Kuzina (Adrianou, 9, 30-210/324- 0133, kuzina.gr; Cc: D, M, V), que tem menu a € 15. Encerre o dia com a visita ao Acropolis Museum (Dionysiou Areopagitou, 15, 30-210/900-0900, theacropolismuseum.gr; € 5). À noite, vá de bar em bar no bairro de Monastiraki e na boemia na Plateía Aguías Eirini. Ou então siga para a região de Gazi, repleta de bares e restaurantes baratos, onde você pode abastecer-se com um bom souvlaki (espetinho de carne, € 4). No segundo dia, dedique-se ao National Archeological Museum (Patission, 44, 30-213/214-4800, namuseum.gr; € 7), um dos mais importantes do mundo ocidental. A caminhada pode continuar pelos Jardins Nacionais, o grande parque do Centro de Atenas e culminar no Templo de Zeus Olímpico.

Um dia perfeito em Atenas

→ Hospedagem em quarto coletivo no Athens Style € 18

→ Almoço no Kuzina € 15

→ Visita ao National Archeological Museum € 7

→ Souvlaki no jantar € 4

Total: € 44

Você acreditará que as melhores coisas da vida são grátis quando estiver sentado sobre as ruínas do castelo do vilarejo de Oia acompanhando o Sol desaparecer no Mar Egeu. Compre uma garrafa de vinho branco local (€ 10) e sorva aos poucos o cartão-postal indiscutível das Ilhas Cíclades. Tampouco é preciso desembolsar tostão algum para dourar a silhueta na superexótica Red Beach. Ainda assim, é bom saber que a sua única chance de encontrar abrigo econômico em Oia, além de se render ao espartano Santorini Youth Hostel (Oia, 30- 22860/71465, santorinihostel.gr; desde € 16 em quarto coletivo; Cc: A, M, V), é o achado Marcos Rooms (Oia, 30- 22860/71-012, marcosrooms.com.gr; desde € 30, sem café da manhã). Alugue uma motinho por € 15 ao dia na Santorini Scooters (santoriniscooters.com) para ir até Fira, o melhor lugar para comer bem e barato em Santorini. Ali, não apenas é possível encontrar várias lojinhas de pita gyros (o churrasquinho grego no pão pita, € 4) como também restaurantes como o generoso Mama’s House (Praça principal de Fira, 30- 2286/21577, mamashouse-santorini.gr; Cc: M, V), com refeições por € 12.

Um dia perfeito em Mikonos:

→ Hospedagem em quarto duplo no Marcos Rooms € 15

→ Aluguel de scooter para duas pessoas € 7,50

→ Pita gyros no almoço € 4

→ Pôr do sol em Oia GRÁTIS

→ Jantar no Mama’s House € 12

Total: € 38,50

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s