Guatapé, Colômbia, um dia perfeito paisa!

Paisa são os colombianos da região de Antioquia. É aí que fica Guatapé, com seu calçadão animado, uma vista deslumbrante e um centro histórico coloridíssimo

Guatapé já desapareceu uma vez. A cidade original está debaixo da represa de mesmo nome. Quem por ela se aventura, de barco ou de veleiro, pode ver as torres da antiga igreja saindo das águas. Mas, se foi por causa da represa que a cidadezinha morreu, foi também por causa dela que ganhou sobrevida como atração turística.

A área atrai praticantes de esportes aquáticos, gente que quer pescar ou passar o dia navegando. Reconstruída à beira d’água, Guatapé ganhou um calçadão (ou malecón) popular e alegre, onde crianças brincam, casais passeiam de mãos dadas e lojas faturam um troco com gelados.

É um dos lugares mais bonitos de Antioquia (e um dos mais instagramados também). O local é merecidamente famoso por duas atrações: os zócalos e a Piedra del Peñol. A cidade é chamada de “Pueblo de Zócalos”, um apelido justificado porque todas as casinhas do centro histórico têm pinturas coloridas na parte inferior da fachada.

São lindas faixas feitas em relevo que retratam cenas cotidianas e figuras da vida paisa: cavalos e vaqueiros, bares e dança, flores e lagos – e, em versões mais contemporâneas e engraçadas, desenhos como o de um avião da Avianca nos ares. Além da sucessão de fachadas pintadas, esse centrinho tem pátios, fontes e escadarias caprichosamente pintados com cores vibrantes. É uma alegria só.

Já a Piedra del Peñol é o cartão-postal local – um rochedo de 200 metros de altura onde foi escavada uma escada de 650 degraus. Apesar de cansativa, a subida é segura para qualquer um com preparo físico mínimo – e o passeio pode ser feito por pessoas de todas as idades. O esforço vale a pena: é uma chance única de ter uma visão de 360 graus dessa região cheia de lagos e montanhas.

Guatapé fica a menos de 50 quilômetros de Medellín, e a viagem de ônibus leva duas horas. Os ônibus saem do Terminal Norte (conectado à estação de metrô Caribe) e custam cerca de 12 000 pesos colombianos (13 reais). São várias saídas por dia – a última delas, às 18h30.

Mas tente comprar a passagem com antecedência se você fizer a visita num final de semana, quando a vila fica bastante animada – com mercado na praça e famílias curtindo o dia no malecón. Uma day trip a partir de Medellín é suficiente para conhecer Guatapé.

Se você quiser curtir um fim de semana tranquilo nas montanhas, no entanto, a área tem boas opções de hospedagem para investir em uma esticada. Há vários hotéis bacanas ao redor do lago, como o Pietrasanta, que tem bangalôs no mato e chalés em deques sobre as águas.

Texto publicado na edição 257 da revista Viagem e Turismo (março/2017)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s