Praga

Site: http://www.praha.eu

População: 1.300.000 hab

Fuso horário: +4h (horário de Brasília)

Distância de outras cidades: Viena 334 km, Salzburgo 380 km, Munique 380 km, Berlim 356 km, Cesky Krumlov 177 km, Cesky Budejovice155 km

Não estranhe ao encontrar, de hora em hora, hordas de turistas apontando suas câmeras fotográficas para uma elegante torre em Staré Mesto, o centro antigo de Praga. É lá que se encontra o relógio astronômico, uma construção de geometria complexa com um figuras de apóstolos e caveiras em movimento que anunciam a nova hora. Mais: não estranhe se você voltar ao relógio algumas vezes durante sua estada, tirando as mesmas fotos de diferentes ângulos. Assim é Praga, com sua arquitetura que mistura do gótico ao renascentista e prédios modernos que convivem lado a lado com um dos maiores castelos do mundo. Você atravessará inúmeras vezes a famosa ponte Carlos, construída em 1357 sobre o rio Vltava, e vagueará repetidamente pelas mesmas vielas. Praga é pulsante, seja pela vida noturna agitada, pelas diversas galerias de arte, ou ainda pelo incontável número de turistas que você terá de desviar em praticamente todas as regiões que compreendem o circuito turístico: Staré Mesto, Malá Strana (Pequeno Bairro) e Nové Mesto (Centro Novo). É lá que se encontra a maior parte das atrações, como o bairro judeu, o museu de Franz Kafka ou o imperdível Museu do Comunismo. Este, aliás, já ficou bem para trás na lembrança ao passarmos pela elegante alameda Pariszka, onde você encontrará grifes como Ermenegildo Zegna, Boss e Prada. Ou seja, a escura cidade kafkaniana está cada vez mais cosmopolita e vibrante.

Praga foi criada para ser conhecida a pé, fazendo paradas estratégicas em um simpático café art-noveau ou num bar para uma deliciosa cerveja de trigo, para ser apreciada sem nenhuma moderação.

COMO CHEGAR

Aéreo – Não há voos diretos entre o Brasil e a República Tcheca. Todavia, Praga é facilmente acessível através das diferentes companhias aéreas que servem cidades brasileiras e a Europa. O aeroporto internacional Ruzyne (PRG) fica a cerca de 20 quilômetros do Centro. O jeito mais prático e confortável para se chegar lá é através de táxis (30 minutos, cerca de 800 coroas). Vans oferecem serviços até a porta de seu hotel por cerca de CZK 400 por pessoa. Há também serviços de ônibus comum e expresso (até a estação ferroviária central) por, respectivamente, CZK 32 e CZK 54, saindo a cada meia hora.

Ferroviário – Praga é razoavelmente bem servida por um sistema ferroviário que a liga com as principais cidades não só da República Tcheca, mas também de toda Europa Central. As partidas diárias para destinos importantes, como Munique (6 horas de duração, 2 trens diários), Salzburgo (6h40), Viena (4h30), Berlim (4h45) e Varsóvia (11h30, trem noturno), são relativamente frequentes, em trens confortáveis e seguros. A estação central é conhecida como Praha hlavní nádraží (Praha hl.n), situada a poucas quadras da praça Vaclaveske Namesti (Praça Venceslau).

Rodoviário – de carro, pode-se chegar a Praga através de estradas razoavelmente bem sinalizadas e pavimentadas. Como muitas pessoas não falam o inglês, é recomendável utilizar um serviço de GPS. Note também que é necessário utilizar um adesivo especial em seu parabrisa para utilizar as autoestradas nacionais. Este é um dos meios mais agradáveis para conhecer o país, fazendo paradas em vilarejos e pequenas cidades, ou para ter maior flexibilidade na hora de explorar locais de forte apelo turístico, como Ceske Budejovice, Cesky Krumlov ou Plzen.

COMO CIRCULAR

A cidade é melhor apreciada a pé, mas bondinhos e o metrô cobrem os trajetos mais longos. Os tíquetes são vendidos em tabacarias ou máquinas nas estações subterrâneas e valem por um certo período de tempo. Valide-o nas máquinas assim que entrar nos bondes ou entrar nas áreas de cobrança obrigatória do metrô.

O QUE FAZER

A grande maioria das atrações de Praga estão concentradas no Centro da cidade, entre o Castelo, a oeste, e no entorno da Cidade Velha, Staré Mesto. Curiosamente, não são os museus ou galerias de arte o que mais encantam: tudo está nas ruas. Praças, pontes, o casario que transita entre o barroco, o rococó, o neoclássico e o gótico — além de edifícios super-modernos, tudo chama a atenção por aqui por sua harmonia e beleza. Bata muito pé pelo Castelo e pelos bairros de Josefov, Staré Mesto, Malá Strana e Nové Mesto e seja feliz.

ONDE COMER

Há até poucas décadas atrás, a gastronomia tcheca era um tanto pesada e monocromática. Com o fim do comunismo e uma horda de turistas chegando às suas cidades, tudo mudou bastante. Os enfumaçados bares com pôsteres de hóquei servindo cervejas Plsener e Budweiser (a original) continuam populares, mas agora a oferta se extende a restaurantes chineses, japoneses, italianos e até cubanos. No seu caminho você encontrará alguns bons pratos típicos da Europa Central, com goulash, pierogys, deliciosos cortes de porco (pescoço e barriga, você tem que experimentar!) e sopas.

O grande destaque gastronômico, porém, fica por conta da cerveja. São inúmeras marcas que fazem a felicidade dos apreciadores. Afinal, boa parte do lúpulo utilizado mundo afora tem origem na República Tcheca.

Na hora de comer, são múltiplas as opções no Centro, notadamente em Mala Strana — onde estão alguns dos melhores restaurantes da cidade. A maioria é bem cara — por conta do grande fluxo de turistas, mas serve comida honesta e conta com bom serviço. Um pouco mais afastados, fora do circuit turístico, em Nové Mesto, você encontrará casas mais voltadas para o público local, com cardápios variados — em versões em inglês e alemão –, preços mais justos e serviço um pouco mais displicente. O mesmo vale para os cafés e bares, sempre muito autênticos e divertidos.

ONDE FICAR

Praga vem recebendo um grande número de investidores hoteleiros nos últimos quinze anos. Se antes a única salvação eram hotéis decrépitos com banheiro compartilhado, hoje há muitos quartos disponíveis sob a bandeira de redes internacionais como Novotel, Mercure e Radisson. Se optar por algo menos pasteurizado, há sempre a possibilidade de pousadas e pequenos hotéis bem interessantes, com quartos enormes e lautos cafés da manhã. Não espere infraestrutura com sala de ginástica, serviço 24 horas ou estacionamento, mas eles já oferecem mimos como ar-condicionado, internet, serviço de quarto e banheiros individuais. Não são exatamente baratos (a partir de US$ 140), mas a localização e o charme compensam.

Albergues e pousadas também são uma opção, mas normalmente estão fora do Centro da cidade. Algumas precisam de uma boa geral na manutenção, mas é uma alternativa para orçamentos mais apertados.

Na hora de escolher um local para se hospedar, a maioria dos turistas opta pelos distritos Praha 1 e 2. O primeiro é o centro geográfico da cidade, próximo das principais atrações, restaurantes, serviços e lojas. Os poréns são os preços mais altos e o barulho — eventualmente. O segundo, cobre a cidade nova, Vynohrad e Vysehrad, tem muitos estabelecimentos internacionais, está próxima da estação ferroviária central e da Praça Venceslau, além de algumas estações de metrô. Uma opção interessante é o distrito Praha 5. Novos hotéis, alguns bons restaurantes e a boa localização junto ao rio Vltava faz alguns estabelecimentos na região um verdadeiro achado.

Informações ao viajante

Línguas: Tcheco e eslovaco. O inglês é amplamente difundido

Saúde: Não há demandas específicas


Melhor época para visitar: Primavera e outono, quando as hordas de turistas não estão na cidade

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s