Nápoles

Site: http://www.comune.napoli.it

População: 963.000 hab

Fuso horário: +4h (horário de Brasília)

Distância de outras cidades: Florença 473 km, Veneza 734 km, Siena 432 km, Pisa 571 km, Roma 226 km, Milão 774 km

Se precisássemos resumir em uma cidade as principais características do sul da Itália – a combinação de belezas naturais, calor humano, agitação e uma certa dose de perigos urbanos – ficaríamos com Nápoles. De seu fervilhante Centro repleto de deliciosos cafés e doceiras às colinas de Vomero, acessíveis via teleférico e das quais se contempla o azul do Mar Tirreno, sem contar a parte antiga e o vulcão Vesúvio, a terceira maior cidade italiana após Roma e Milão apaixona os seus visitantes. Andar por suas vielinhas, embaixo das insubstituíveis roupas penduradas nos infinitos varais, é uma experiência única. Partir dali para excursões ao Vesúvio e às cidades que o vulcão aniquilou, Pompeia e Herculano, é uma jornada intensa. Mas Nápoles vai além.  Tem o esplendor de suas várias igrejas, como o Duomo,  sede maior da festa de San Gennaro, a Cappella di San Severo e o Monastero di Santa Chiara. Tem ainda a imponência de fortalezas como o Castel dell’Ovo, que parece flutuar sobre uma pequena ilha, e Maschio Angioino. E Nápoles se completa com a fartura de oferta cultural, distribuída por lugares como o majestoso Teatro di San Carlo (www.teatrosancarlo.it), que já foi o maior e ainda é um dos mais belos do planeta, e museus do porte do Archeologico Nazionale (www.museoarcheologiconazionale.campaniabeniculturali.it) e do Capodimonte (www.polomusealenapoli.beniculturali.it), no qual estão guardadas obras de El Greco, Botticelli e outros mestres. 

COMO CHEGAR

O aeroporto Capodichino (www.gesac.it) fica a 7 quilômetros do centro da cidade – um ônibus direto faz o traslado (anmit). Dali saem voos para as principais cidades europeias e italianas.

Os trens vindos de outras regiões da Itália, como de Roma, chegam na estação Napoli Centrale (www.napolicentrale.net). Trens da Circumvesuviana (www.vesuviana.it) ligam a cidade a Sorrento, Herculano e Pompeia. Os mesmos trajetos podem ser feitos com os ônibus Sita (www.sitabus.it), que chegam na Piazza Garibaldi. Na Stazione Maritttima (saída da Via Cristoforo Colombo) chegam ferries vindos das ilhas próximas, como Capri, e também Sicília e Sardenha. 

Informações ao viajante

Línguas: Italiano

Saúde: Para entrar na Itália, nenhuma vacina é obrigatória.


Melhor época para visitar: De maneira geral, a primavera (março a junho) e o outono (setembro a dezembro) são agradáveis, com temperaturas moderadas.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s