Moscou

Site: http://www.mos.ru

População: 11.514.330 hab

Fuso horário: +6h (horário de Brasília)

Distância de outras cidades: São Petersburgo 632km, Ucrânia 5778km, Belarus297km

Por décadas Moscou foi a antagonista de Washington no cenário político mundial, com carrancudos homens de sobretudos cinza decidindo o destino do planeta. Centro das ações de Ivan, o Terrível, odiada por Pedro, o Grande, objetivo mortal de Napoleão e Hitler, a cidade dos muros vermelhos por trás da cortina de ferro ainda soa enigmática e com um certo ar assustador, mas revela atrações icônicas e deslumbrantes.

Para o turista comum tudo gira em torno do Kremlin, a cidadela dos czares transformada em quartel-general dos chefões comunistas, símbolo do poder soviético e capital da Rússia de mercado (supostamente) aberto. Das torres de suas ameaçadoras muralhas aos domos dourados de suas belas igrejas, dos palácios aos jardins, definitivamente essa é a atração número um da cidade. Junto a ela está a ampla Praça Vermelha, cujo ponto focal é a extravagante Catedral de São Basílio, um festival de cúpulas coloridas onde turistas se demoram tentando achar o melhor ângulo para sua fotografias.

Para circular pela cidade utilize a fascinante rede de metrô, uma atração turística em si. Rodar por Moscou é por vezes enervante, com turistas tentando decifrar as placas em cirílico (nosso alfabeto romano só aparece de quando em quando) e tentando extrair alguma informação dos locais, já que poucos falam línguas ocidentais como o inglês, francês ou alemão. Se a comunicação é difícil, pode-se ter a sorte de encontrar pessoas muito simpáticas que farão de tudo para você encontrar seu caminho, afinal, se não estiver muito frio, Moscou é excelente para passeios a pé.

Uma das vantagens de se estar numa capital tão poderosa é poder encontrar restaurantes com a cozinha de todos os cantos da Rússia e de ex-repúblicas soviéticas. Blinis recheados, borscht ucranianos, caviar do Cáspio, pratos armênios e cordeiro da Ásia Central, tudo está à mão, desde que se consiga interpretar o cardápio. Para terminar o dia – ou começar a noite, nada como um espetáculo no Bolshoi ou um concerto nas várias boas casas da cidade.

Complexa e misteriosa, Moscou fascina pela fama e ar inexpugnável. Dê uma chance e ela definitivamente pode te conquistar.

Informações ao viajante

Línguas: russo

Saúde: Exige certificado internacional de vacinação contra febre amarela


Melhor época para visitar: De setembro a dezembro, no outono, as temperaturas não estão tão baixas, as cidades ficam mais tranquilas e as árvores ganham um tom amarelo-avermelhado.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s