Hamburgo

Site: http://www.hamburg.de

População: 1.783.000 hab

Fuso horário: +4h (horário de Brasília)

Distância de outras cidades: Berlim 288 km, Dresden 477 km, Nuremberg 608 km, Munique 775 km, Lübeck 67 km, Colônia (Köln) 426 km, Heidelberg 574 km.

Muitos a chamam de Veneza Germânica. E o número de pontes justifica o apelido: são nada menos do que 2.460. Além dessas passarelas suspensas, Hamburgo coleciona os títulos de maior porto do país e cidade mais verde de toda a Alemanha, com belíssimos parques, jardins impecavelmente cuidados e imensas áreas arborizadas, repletas de flores, reverenciadas por paisagistas. Alguns desses espaços podem ser vislumbrados em passeios de barco pelo Rio Elba e seus canais. Duas embarcações em especial se transformaram em museus: o cargueiro Cap San Diego e o veleiro Rickmer Rickmers. Em terra firme, vale visitar os cafés, teatros e o museu de cera Panoptikum da badalada Reeperbahn, a via mais agitada das noites de Hamburgo. Em meio a tanta animação, fica até difícil imaginar que, há pouco mais de sessenta anos, as tropas aliadas deixaram Hamburgo completamente destruída. Mas a torre da igreja Nikolaikirche está ali, ainda em ruínas, para reavivar a memória de quem já se esqueceu dos horrores da II Guerra.

COMO CHEGAR

Não há voos direto do Brasil para Hamburgo. Em geral as conexões são feitas em Frankfurt ou Munique. Do aeroporto (www.flughafen-hamburg.de), que fica a 8,5 quilômetros do Centro, é possível chegar a cidade via trem S-Bahn. Chegar a Hamburgo de automóvel ou trem são duas ótimas opções para quem está circulando pela Europa. São quatro estações ferroviárias, com ligação com Berlim, Colônia, Munique, Copenhague e outros destinos. E a qualidade das  autobahns são um estímulo a mais para dirigir admirando a paisagem.

 

Informações ao viajante

Línguas: Alemão

Saúde: Para entrar no país, nenhuma vacina é obrigatória.


Melhor época para visitar: Hamburgo é uma cidade atraente o ano todo. Janeiro e fevereiro é para encarar o frio – quando a temperatura cai mais drasticamente, o programa é curtir as barracas instaladas sobre as águas congeladas do Lago Alster. No verão, toneladas de areia são depositadas à margens do Rio Elba, que vira a praia da cidade. Como em quase toda a Europa, as temperaturas mais agradáveis acontecem na primavera (março, abril e maio).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s