10 razões que fazem do Príncipe Real o bairro da vez em Lisboa

Até bem pouco tempo residencial, agora é o endereço das melhores novidades da cidade

O Jardim do Príncipe Real: gramado irresistível para uma pausa

O Jardim do Príncipe Real: gramado irresistível para uma pausa (Bruno Barata/Reprodução)

Estrategicamente localizado morro acima em relação ao Chiado e colado ao Bairro Alto, mas com uma distância “segura” no que diz respeito a excesso de barulho e muvucas, o bairro do Príncipe Real foi devagarinho conquistando seu lugar ao sol e é hoje o mais cool de Lisboa. Até bem pouco tempo praticamente residencial, é agora onde se concentram as melhores e mais recentes novidades da cidade. Aqui vão as 10 maiores provas disso:

  1. Jardim do Príncipe Real
    Esta praça, enorme, tem árvores imensas, banquinhos gostosos e um gramado irresistível para uma pausa nos dias mais quentes – além de um quiosque sempre cheio de gente bacana com sede de imperial ao fim do dia. Aos sábados recebe um mercadinho biológico das 9h às 15h.
  2. Casa Pau-Brasil
    São 600 metros quadrados de pura brasilidade da mais alta qualidade dentro do Palácio Castilho. Trouxe, há poucas semanas, um pouco de Lenny Niemeyer, Irmãos Campana, Hugo França, Sérgio Rodrigues e outras 14 marcas para o lado de cá do Atlântico, num único espaço.

    Detalhe do coloridíssimo El Clandestino: o México é aqui!

    Detalhe do coloridíssimo El Clandestino: o México é aqui! (Bruno Barata/Reprodução)

  3. El Clandestino
    Um mix de sabores peruanos e mexicanos. O melhor: sucesso nas duas nacionalidades. Tem clima de bar, música mais alta e ambiente colorido. Os ceviches, suaves e por vezes acompanhados de um fundinho de purê de batata doce, são imperdíveis, assim como são os tacos, picantes na medida. O de língua é de comer de joelhos. Fica na Rua da Rosa, 321.
  4. Cantinho Lusitano
    Escondidinho na subida da Rua dos Prazeres, é um achado de ambiente supersimples, pouquíssimas mesas e petiscos deliciosos para compartilhar – caso do queijo de cabra assado com mel e alecrim, dos cogumelos recheados, dos pica-paus com batata doce… Para encerrar, a torta de limão é a pedida perfeita.
  5. O Prego da Peixaria
    Prego, em Portugal, é o bom e velho pão com carne. Aqui, permanece a licença poética e entra o peixe e até um bom cogumelo portobelo. Há uma versão com hambúrguer de bacalhau servido com grelos (uma espécie de folha) em um pão macio típico da Ilha da Madeira.

    A entrada discreta do Memmo Príncipe Real: bela vista

    A entrada discreta do Memmo Príncipe Real: bela vista (Bruno Barata/Reprodução)

  6. Hotel Memmo Príncipe Real
    Mal se enxerga a placa sinalizando a sua entrada. Este hotel, membro da cadeia Design Hotels, é um segredinho bem guardado debaixo de um belo arco na Rua D. Pedro V. Ainda que não vá se hospedar por aqui (as diárias começam em € 329), vale tomar um drinque no bar ou jantar no restaurante para apreciar a vista de 180 graus que se descortina.
  7. Mercado de São Bento
    Já nos limites do bairro, perto da Assembléia, este mercado de esquina tem duas belas surpresas: a Wurst, uma típica salsicharia austríaca, e a Tasquinha Dim Sum, especializada nos petiscos tipicamente chineses. Come-se no balcão da maneira mais simples (e deliciosa) possível.
  8. Tapisco
    Inaugurado nas últimas semanas, o gastrobar de Henrique Sá Pessoa (leia mais neste post aqui) tem menu mezzo catalão, mezzo português. O resultado é uma deliciosa explosão de calorias em forma de croquetes, ovos com jamón e batatas fritas, bacalhau a Brás…

    Gin Lovers: o gin aqui é levado a sério

    Gin Lovers: o gin aqui é levado a sério (Bruno Barata/Reprodução)

  9. Embaixada
    Um belo edifício de ares mouriscos do século 19 foi completamente restaurado para abrigar restaurantes, lojas de design português e um bar especializado em gin: Gin Lovers, dono de uma carta recheada de delícias refrescantes, elaboradas com flor de hibisco, framboesa, pimenta rosa, figo desidratado e um sem fim de especiarias.
  10. Doce Real
    Esta autêntica e tradicional casa portuguesa segue firme e forte em meio a tantas novidades servindo, há anos e anos, a grande especialidade: os salgados de massa tenra. As empadas de galinha são macias e divinas. Fica na Rua D. Pedro V, 119.

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s