As paradas obrigatórias na estrada para Campos do Jordão

Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro tem bons pontos de parada no Vale do Paraíba e na Serra da Mantiqueira

Apesar de o Brasil não ser um país de altas montanhas, gosto muito das nossas estradas serranas. A desafiadora Serra do Rio do Rastro, em Santa Catarina;  a estonteante sequência fluminense de montanhas que começa em Petrópolis, passa por Teresópolis, Nova Friburgo e Lumiar, antes de terminar quase ao nível do mar em Casimiro de Abreu; a charmosa Estrada da Graciosa, no Paraná. Assunto para muito post nos próximos meses.

Hoje vou me ater à mais moderna estrada das nossas montanhas, que atende pelo pomposo nome de Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro. Ou simplesmente, estrada nova de Campos de Jordão. Do seu início na Via Dutra até o pórtico de entrada da cidade são 48 km atravessando o Vale do Paraíba e a Serra da Mantiqueira.

Seja na ida, seja na volta, não faltam bons lugares para alongar um pouco mais a viagem:

Ainda duplicados, os primeiros quilômetros atravessam Quiririm, um distrito de Taubaté, onde os italianos fundaram sua primeira colônia no Vale do Paraíba.

Evidente que você encontrará um lugar para comer uma boa massa, caso da Cantina Gadioli. Há até um intruso no ninho, o restaurante Le Bistro com seus pratos franceses. Para chegar em ambas as casas é preciso sair bem pouquinho da rodovia.

Seis quilômetros para a frente, dois bons motivos para um pit stop: o Recanto Garden é um bom lugar para comprar um vaso de plantas ou flores para embelezar a varada da sua casa.

Metros à frente, as famílias adoram o Leite na Pista, onde fazem seu lanchinho à beira do lago, compram queijos e artesanatos e os pequenos ainda brincam no playground ou alimentam os patinhos com migalhas de pão.

Difícil resistir às gostosuras do Leite na Pista (Divulgação/Divulgação)

Uma casinha da Toco Chocolates isolada na estrada significa que Campos do Jordão está mais próxima.

A passagem pelo posto da polícia rodoviária marca o divisor de águas entre o vale a serra. A partir daí, é hora de subir. Numa tocada bem tranquila, auxiliada pela terceira pista. O motorista até consegue admirar a beleza do cenário.

Mas para contemplar essa vista por completo, saia no trevo de Santo Antônio de Pinhal e vá até a Estação Ferroviária Eugênio Lefèvre, bem ao lado da Floriano Rodrigues Pinheiro. Do Mirante de Nossa Senhora da Auxiliadora, você verá todo caminho percorrido. De quebra, a lanchonete da estação serve um saboroso, porém às vezes gorduroso, bolinho de bacalhau.

Estação de trem desativada em Santo Antônio do Pinhal, São Paulo

Estação de trem em Santo Antônio do Pinhal, com direito à vista panorâmica e bolinho de bacalhau (Eduardo Andreassi)

Fique atento a uma singela placa de madeira que se confunde com as árvores, logo após o km 38: a Fazenda Renópolis é um dos locais mais bacanas da Mantiqueira.

Adeptos da agricultura familiar, serve cafés, bolos, tortas e cerca de 70 espécies de chá – muitos deles, cultivados lá mesmo. Pode ser na forma de um café colonial ou individualmente. Ainda vale arrumar tempo para um rolê pela plantação. A fazenda funciona de quinta a domingo.

Torta e ervas cultivadas na Fazenda Renópolis para o chá colonial, em Santo Antonio do Pinhal

Torta e ervas cultivadas na Fazenda Renópolis para o chá colonial, em Santo Antonio do Pinhal (Jair Magri)

A estrada vai se despedindo não sem antes proporcionar um último mirante, a disputada Vista Chinesa. Você estará visualizando Santo Antônio do Pinhal e as montanhas de São Francisco Xavier e Monte Verde, que ficam à sua direita.

Mirante da Vista Chinesa, no fim da subida da Serra da Mantiqueira (João Batista Shimoto/Wikimedia Commons/Wikimedia Commons)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s