Espanha no inverno: 5 dicas para aproveitar ao máximo

Europa no inverno? Não há dúvidas: a melhor opção é a Espanha. Com um clima ameno em grande parte do seu território e ótimas opções para curtir o frio como se deve — se for o caso –, o país nesta época acaba sendo um refúgio para os nórdicos, que enfrentam temperaturas muitíssimo mais baixas em seus respectivos lares, e também para os brasileiros que aproveitam o período de férias para dar um pulinho na Europa. Veja como tirar o maior proveito da experiência:

Média de temperatura em algumas das principais cidades espanholas no auge do inverno

Média de temperatura em algumas das principais cidades espanholas no auge do inverno

1. Não adianta pensar em Ibiza

A menos que você vá às Ilhas Canárias, que ficam a milhares de quilômetros de distância do Continente Europeu, já na costa da África, exclua os destinos de praia do seu roteiro. A Espanha não é como no Brasil, onde de São Paulo pra cima pode dar praia o ano todo dependendo da sua sorte. Com frio e muito vento, Ibiza, por exemplo, é uma sonífera ilha no período de frio, muito mais apropriada para um retiro espiritual do que para badalar.

2. Evite lugares com chuva e neblina

Outros destinos que podem ser uma roubada nessa época: País Basco, Galícia, Astúrias e Cantábria. As Comunidades Autônomas que ficam ao norte do país, tocando o Atlântico e o Mar Cantábrico, formam a única região verde e úmida (muito úmida) da Espanha. Se por ali as temperaturas não chegam a despencar abaixo de zero, a chuva constante e a neblina se encarregam de infernizar a vida do turista.

3. Busque as regiões mais calientes

Onde o frio é mais light: em primeiro lugar, na Andaluzia, onde os dias são ensolarados e a temperatura muito dificilmente baixa dos 10 graus durante o dia, podendo inclusive superar os 20 graus. A linda Valência é outro refúgio quentinho, com garantia de tempo bom. Em Barcelona faz um pouco mais de frio, mas o céu costuma estar azul, o que torna tudo melhor.

4. Esquiar na Espanha pode ser um programaço

O país está longe de ser tão famoso como uma Suíça ou uma Áustria da vida para a prática do esporte. Mas aqui há mais de uma dezena de estações de esqui com ótima infraestrutura e paisagens sensacionais, por preços mais amenos. Quem tem pouco tempo pode até fazer viagens de bate-e-volta. Está em Granada, na Andaluzia? Então vá à Sierra Nevada. Está em Barcelona? Dê  um pulo em La Molina.

+ Estação de esqui de Zermatt, na Suíça, é desconhecida por brasileiros
+ Innsbruck, na Áustria: dá para esquiar e fazer compras

5. Já ouviu falar no principado de Andorra?

Esse mini país espremidinho entre a França e a Espanha, nas montanhas dos Pirineus, é famoso por suas pistas de esqui, paisagens idílicas e lojas livres de imposto. Vale tanto dar uma esticadinha de dois ou três dias por lá, como um bate-e-volta a partir de Barcelona.

Siga-me no Twitter: @drisetti

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s