Praia Jericoacoara

Avaliação do Guia Quatro Rodas starsstarsstarsstarsstarsSem classificação

Jericoacoara, no Ceará, é sim uma vila de pescadores incrivelmente linda e que conserva seu ar rústico, como você verá assim que vencer, possivelmente a bordo de uma jardineira, os 23 quilômetros de dunas entre Jijoca e Jeri.

Nas ruas de areia fofa (abasteça sua mala apenas com pares de chinelo e sandália), a contemplação e o sossego são os exercícios principais. Mas isso não quer dizer que o tempo ali é igual para todo mundo, no ritmo dormir cedo para aproveitar a praia assim que o sol nascer. Para alguns, o amanhecer marca a hora de ir para a cama, depois do forró, passando antes na Padaria Santo Antônio, que abre na madrugada com pães de queijo quentinhos. Ou seja, os boêmios também têm vez nesse pedaço do litoral cearense que há duas décadas não tinha nem luz elétrica.

Hoje a estrutura turística, com pousadas, hotéis, restaurantes e lojinhas, não impede a preservação do cenário de dunas como a do Por do Sol, onde todo mundo se encontra no fim de tarde, seja voltando de passeios de bugue pela região, seja acordando de um cochilo para recuperar as energias para uma madrugada de agito. A Praia da Malhada, à direita da vila, é perfeita para banho e caminhadas. Na maré baixa, caminhe pela trilha que se abre até a Pedra Furada, curiosa formação esculpida pelas águas do mar. Se não for pela trilha, só a cavalo ou de bugue para chegar até ali.

O bugue, aliás, é essencial para se deslocar para cenários igualmente apaixonantes nos arredores. Ainda que pareça um sacrifício sair da vila, vale a pena o “esforço” de visitar lagoas com águas cristalinas, caso da Azul e Formosa, nas quais é possível testar a invenção mais deliciosa do lugar: as redes para dentar com meio corpo dentro d’água. No segundo semestre, o horizonte fica pontilhado pelas cores das velas dos praticantes de kitesurfe e windsurfe, que deslizam velozmente no embalo dos fortíssimos ventos.

HOTÉIS EM JERICOACOARA (CE)

A hotelaria de Jericoacoara cresce. As principais pousadas aliam boa decoração e atendimento atencioso. A maioria delas está à beira-mar e no centrinho, mas estabelecimentos vêm surgindo perto da Duna do Pôr do Sol.

Localizadas no Centro, a Pousada Jeribá, a Pousada Vila Kalango e o Myblue Hotel são hospedagens pé na areia: no primeiro, restaurante e bar estão quase na areia; no segundo, bangalôs reservam vista para a Duna do Pôr do sol, enquanto o terceiro reserva redário, hidromassagem e bar de praia.

O Chili Beach, na Praia da Malhada, tem acomodações de jardim na areia, e, na praia, kit com toalhas. Na Casa na Praia, na Beira-mar, você entra pela praia e nada na piscina com o som das ondas do mar, ao fundo.

O Portal do Vento, na Praia de Tatajuba, hospeda comumente kitesurfistas. Isso porque na praia em frente venta muito. Os quartos têm estilo rústico, sem televisão. Os de categoria Palafita ficam a 4 metros do chão, com vista para o mar.

Quem busca economia pode ser hospedar no Jujuju, Pousada Blue Jeri, Pousada Samba e Recanto do Barão Pousada, todos no Centro. Já o Jeri Brasil Hostel é dica de diária mais em conta na alta temporada.

RESTAURANTES DE JERICOACOARA (CE)

Os restaurantes especializados em pescados predominam por aqui. A maioria dos estabelecimentos se concentra no centrinho, sobretudo na Rua Principal. Em maio, boa parte dos estabelecimentos fecha. No estrelado Pimenta Verde, no Centro, aposte nos frutos do mar. O The Lab, também no Centro, tem um longo menu de massas e pescados.

Há variadas opções de comidinhas, como o Batata Rostie, o Gelato & Grano e o Granola, que serve frozen yogurt, saladas, tapioca e açaí. A Padaria Santo Antônio garante o lanche dos forrozeiros: só funciona de madrugada.

COMO CHEGAR

O mais comum é por Jijoca de Jericoacoara. Mas não caia no conto dos guias à beira da estrada, que indicam um caminho para ir de carro. Além dos atoleiros na via, os veículos são inúteis na vila – deixe o seu em Jijoca. Dali, embarque em caminhonetes que fazem o trajeto em 40 minutos (R$ 10). Há também restrições para utilizar carro em Jeri – com acesso proibido no Centro. Lá, os chinelos não podem faltar. Os 287 km de Fortaleza a Jijoca podem ser percorridos nos ônibus da Viação Redenção (85/3256-2728), a R$ 50, com o trajeto de jardineira a Jeri incluído.

COMO CIRCULAR

Há restrições para carros na vila, portanto, o melhor é deixá-los estacionados ao chegar. Isso não é um problema, porque andar a pé é o melhor jeito de conhecer o lugar. São três as ruas importantes: São Francisco, do Forró e Principal, entrecortadas por vielas com bares, lojinhas e restaurantes. Os bugueiros levam às praias e lagoas mais distantes do centrinho.

SUGESTÕES DE ROTEIROS

3 dias – Entre os passeios de bugue, escolha o que leva a Tatajuba, para relaxar na Lagoa da Torta. Aproveite para descansar na Praia de Jericoacoara e não deixe de conhecer a Pedra Furada, aonde você chega a pé, pela Praia da Malhada (na maré baixa), ou a cavalo, pelo Morro do Serrote. Almoce no estrelado Pimenta Verde e vá até a Duna do Pôr do Sol, um dos programas mais clássicos do local.

5 dias – É o tempo ideal para curtir sem pressa todas as atrações de Jericoacoara. Faça os principais passeios de bugue, pois todos valem a pena, visite a Lagoa Azul e a do Paraíso e relaxe nas redes que ficam imersas nas águas cristalinas. Reserve também um dia para ficar à vontade nas praias mais próximas da vila e fazer compras no centrinho. Visite o Mundo Jeri, que vende toalhas e roupas de crochê.

7 dias – Icaraí de Amontada está a 163 quilômetros de Jeri. Um pernoite é suficiente para conhecer as belas praias, com mar esverdeado e muito vento. Para curtir um lugar isolado sem rodar tanto, dê um pulo na Barra dos Remédios, em Camocim, a 87 quilômetros de Jericoacoara. Ali, em meio às dunas, as águas do rio encontram o mar e formam um cenário lindíssimo. Se quiser aventura, aprenda a praticar o esporte que aproveita os bons ventos locais, o kitesurfe. O curso para iniciantes tem nove horas de aulas, divididas em três dias.

QUANDO IR

Só duas estações são percebidas em Jeri. O verão, entre julho e janeiro, traz os ventos para o kite e windsurfe. No resto do ano, o “inverno” não derruba o calor, mas traz nuvens de chuvas, principalmente de fevereiro a maio: é o período de diárias baixas.

VIDA NOTURNA

O forró do restaurante Dona Amélia embala as noites de quarta e sábado com bandas ao vivo, na alta temporada. Para ouvir de tudo, vá ao Planeta Jeri, à beira-mar.

O que fazer

Atrações em Jericoacoara – Isolada entre enormes dunas de areia, a paradisíaca vila de Jericoacora encanta quem a visita. A caminhada para a curiosa Pedra Furada e subida da Duna do Pôr do Sol nos fins de tarde são dois programas clássicos. Uma boa forma de conhecer a região e mesclar banhos de mar e lagoa, os passeios de bugue são altamente recomendáveis – os destinos mais procurados são Tatajuba e Lagoa Azul. Os fortes ventos que sopram  no segundo semestre garantem a presença de kitesurfistas e windsurfistas do mundo inteiro em Jeri.

Informações

local_parking
Estacionamento Sem estacionamento
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s